Bentley Mulliner Bacalar com apenas 12 unidades

Bacalar é o nome de um lago situado na península de Yucatán, no México. A tinta da carroçaria é feita com cinzas de casca de arroz e cada banco possui 148.199 pontos de costura. O motor 6.0 W12 Twin-Turbo debita uma potência de 659 cv e um binário máximo de 900 Nm.

(auto.look2010@gmail.com)

A divisão Mulliner da Bentley deu início a uma nova era. O novo Bentley Mulliner Bacalar – com uma produção limitada a doze unidades – representa o futuro da marca de Crewe em matéria de personalização. Com o anúncio do final da produção do Bentley Mulsanne, a divisão Mulliner inicia agora uma nova etapa.

O carroçaria pertencente à Bentley passa a dedicar-se à produção dos modelos mais exclusivistas e especiais da marca, dando início a uma estratégia que inclui as séries de produção mais limitadas. Bacalar é o nome de um lago situado na península de Yucatán, no México, conhecido pela sua beleza natural de tirar o fôlego. E dá continuidade à estratégia da Bentley de denominar os seus modelos em honra de pontos geográficos notáveis, iniciada com o Bentayga, em 2015.

A divisão Mulliner fabricará cada unidade do Bacalar de forma artesanal, convertendo-o num dos automóveis mais exclusivos da actualidade. O design da gama Continental GT foi reinterpretado para criar uma “barchetta”. Um automóvel de desenho muito desportivo, que integra numerosas alterações estéticas, como uma secção traseira reinventada com um comprimento superior em 30 mm e luzes LED.

Na parte dianteira mantém o ar de família dos modelos da Bentley, mas com novas e grandes entradas de ar, faróis mais finos e um capot do motor que integra duas discretas entradas de ar em cada um dos lados do vinco central. A tinta é feita com cinzas de casca de arroz.

O interior tem um desenho similar ao do Continental GT, modelo com o qual partilha muitos elementos, casos do sistema de multimédia ou a instrumentação, cujo painel foi fabricado a partir de árvores que caíram naturalmente, e que estavam preservadas há cinco mil anos na região de East Anglia, em Inglaterra.

Em todo o habitáculo sobressaem os materiais nobres, como titânio e bronze, este último também presente no logótipo da marca. Os acabamentos recorreram a couro Beluga e lã natural, e cada banco possui exactamente 148.199 pontos de costura.

Também o nível de personalização é único, podendo cada uma das 12 unidades do Bacalar ter em conta as preferências de cada um dos seus proprietários. O cliente pode escolher, por exemplo, um jogo de malas da marca italiana Schedoni, criadas especialmente para serem acomodadas no veículo.

O Bentley Bacalar mantém o motor 6.0 W12 Twin-Turbo do Continental GT, mas com um novo desenvolvimento, o que permitiu aumentar a potência para 659 cv e um binário máximo de 900 Nm. A transmissão está a cargo de uma caixa automática de dupla embraiagem com oito velocidades, ligada a um sistema de tracção integral às quatro rodas, ainda que com uma configuração que dá maior protagonismo ao eixo traseiro em condições normais de andamento. A suspensão é pneumática e as barras estabilizadoras activas funcionam com uma rede eléctrica de 48V que inclui motores eléctricos que modificam a resistência à torção das mesmas. Está equipado com jantes de 22 polegadas.

Este exclusivo modelo de dois lugares é inspirado no concept comemorativo do centenário da Bentley, o EXP 100 GT. Para a sua produção foram usados diferentes tipos de materiais, como a fibra de carbono (para as portas, por exemplo) e o alumínio (para as coberturas em forma ovalada atrás dos bancos).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: