Basaúla e Costa lideram Nacional de Supercross

Uma semana depois da Poutena e da vitória de Paulo Alberto, o Campeonato Nacional de Supercross / Jogos Santa Casa esteve em Arões – Fafe para uma ronda marcada pela ascensão de Hugo Basaúla (SX1) e Fábio Costa (SX2) ao primeiro lugar dos seus campeonatos.

(auto.look2010@gmail.com)

Hugo Basaúla (à esquerda) e Sandro Peixe

Com o Crossódromo de Arões a apresentar uma excelente moldura humana, a prova em território minhoto voltou a mostrar toda a espetacularidade da disciplina ao longo de uma noite fresca que não demoveu ninguém até aos derradeiros momentos da competição organizada pelos Conquistadores Moto Clube de Guimarães.

Com Paulo Alberto ausente, a luta pela vitórias nas SX1 – a primeira corrida da noite – quase não existiu, depois de Hugo Basaúla tomar de assalto a primeira posição e liderar todas as 15 voltas realizadas.

Sandro Peixe foi sempre o segundo classificado e ao terminarem separados por pouco menos de cinco segundos foram mesmo os únicos a cumprir as 15 voltas. O terceiro foi José Iglésias depois de na nona volta ter passado Francisco Salgado. Firmino Salazar foi o quinto.

Hugo Basaúla ganha ascendente sobre Sandro Peixe

HUGO BASAÚLA E SANDRO PEIXE

ESGRIMIRAM ARGUMENTOS EM ARÕES

Nas SX2 houve mais animação e depois de Luís Oliveira ter conseguido o “holeshot”, uma queda aparatosa colocou-o fora de corrida ainda antes da primeira passagem pelo salto de meta. David Beltran assumiu então o comando e liderou até ao final para vencer novamente, tal como tinha feito na Poutena.

Fábio Costa foi segundo até à sétima volta, quando o estreante Adriá Monné o passou. O espanhol que esteve pela primeira vez no campeonato lusitano, arrancou da quarta posição mas fechou a corrida em segundo na frente de Fábio Costa e Alejandro Miguel. André Sérgio foi o quinto.

David Beltran

Antes da derradeira entrada em pista para a corrida de todas as decisões, a noite voltou a aquecer com o cada vez mais popular e intenso “Head to Head”. Sandro Peixe bateu David Beltran na primeira eliminatória e Hugo Basaúla levou a melhor perante Adriá Monné no segundo confronto.

Antes da final David Beltran agarrou o terceiro posto ao bater Adriá Monné e foi de forma intensa e com bastante apoio do muito público presente no anfiteatro de Arões que Hugo Basaúla venceu perante um igualmente muito rápido e espetacular Sandro Peixe.

Fábio Costa

HUGO BASAÚLA E FÁBIO COSTA

DEFENDEM LIDERANÇA EM SX1 E SX2

No arranque para a corrida de encerramento, Elite, foi Sandro Peixe quem levou a melhor e assumiu a liderança. Hugo Basaúla começou a corrida na terceira posição atrás de David Beltran, mas logo na segunda volta estava em segundo e perseguia Sandro Peixe.

O ribatejano via a diferença para o rival ser cada vez mais curta e resistiu mesmo até á 12.ª volta – pouco depois de ser cumprida a primeira metade da corrida – quando Hugo Basaúla passou para a frente e não mais largou o comando das operações para receber a bandeira de xadrez com pouco mais de dois segundos de vantagem sobre Sandro Peixe.

Adriá Monné

David Beltran foi o terceiro desde a segunda volta mas na derradeira passagem pelos 600 metros do Crossódromo de Arões foi passado por Adriá Monné que fez uma recuperação desde a sétima posição na volta de abertura para encerrar o pódio na frente de Beltran e Fábio Costa, também ele a subir uma posição na última volta por troca com Alejandro Miguel. André Sérgio fechou em sétimo – depois de uma queda nos “whoops” a meio da corrida – e foi o último dos pilotos a terminar na mesma volta do vencedor.

Com estes resultados o campeonato sofre uma “reviravolta” antes do fecho em Lustosa e no cair do pano sobre o campeonato serão Hugo Basaúla e Fábio Costa a defender as lideranças nas suas classes. Hugo Basaúla leva 13 pontos de margem sobre Sandro Peixe na Elite e 14 na contabilidade da SX1, enquanto Fábio Costa terá que defender um magro ponto de margem face a Alejandro Miguel e nove para David Beltran e Daniel Pinto.

Duarte Pinto

DUARTE PINTO E EDGAR SALUSTIANO

VENCEM AS CATEGORIAS SX65 E SX50

Divididos desta feita os pilotos das SX65 e SX50 voltaram a animar de forma bem especial o público e se no final foram Duarte Pinto e Edgar Salustiano os vencedores, mantendo assim a invencibilidade no campeonato, não faltou ação e muitas luta pelas posições secundárias.

Nas 50cc Edgar Póvoa foi sempre o segundo classificado na frente de frente de Gonçalo “Mighuni” Costa, com Duarte Machado e Diego Loureiro a trocarem de posições no quarto posto para terminar Machado nessa mesma posição.

Edgar Salustiano

Nas SX65 Duarte Pinto esteve sempre confortável no caminho para a vitória e nem mesmo alguma pressão por parte de Leonardo Gaio na segunda corrida impediu o líder do campeonato de manter a sua invencibilidade. Leonardo Gaio assinou dois segundos lugares e fechou a prova na frente de Francisco Fernandes, o terceiro na primeira corrida e quarto na segunda para bater Guilherme Gomes e Isaac Santos.

Com estes resultados, tanto Duarte Pinto como Edgar Salustiano quase têm apenas que alinhar e pontuar no próximo fim de semana em Lustosa (Lousada) para levarem a coroa nacional para o seu palmarés. Edgar Salustiano conta com 32 pontos de vantagem e Duarte Pinto usufrui de 30 pontos de vantagem face a Francisco Fernandes que, no entanto, estará ausente desta derradeira ronda do ano deixando caminho aberto aos adversários na luta pelos lugares de pódio.

Afonso Gomes

LUSTOSA DECIDE TUDO NO DOMINGO

Já na noite do próximo sábado – 20 de agosto – será realizada a derradeira prova do ano. Junto a Lousada, o Complexo Voltas & Rodas irá receber a prova que decide os campeonatos 2022. Com as corridas a começarem às 21h00, depois dos treinos livres e cronometrados durante a tarde, espera-se mais uma vez casa cheia à semelhança do que se tem verificado neste ano de regresso do campeonato às pistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.