Barreda e Sainz vencem etapa enlutada

Joan Barreda Bord, nas motos, e Carlos Sainz, nos automóveis, foram os mais rápidos na sétima etapa do Rali Dakar, num dia drasticamente afectados pelo falecimento do experiente piloto português Paulo Gonçalves.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt) – EM ACTUALIZAÇÃO

Numa etapa marcada pela morte do português Paulo Gonçalves (Hero), os espanhóis Joan Barreda Bort (Honda), nas motos, e Carlos Sainz (Mini Buggy), nos automóveis, foram os vencedores da tirada. Nas duas rodas, Joan Barreda Bort gastou 4h37m45s para concluir a tirada, deixando os homens da KTM, M. Walkner e L. Benavides, na segunda e terceira posição, respectivamente, a 2m54s e 3m25s.

Nos automóveis, “El Matador” conduziu com arte e engenho o Mini Buggy ao primeiro lugar, com o tempo de 4h16m11s, com Nasser Al-Attiyah (Toyota Hilux), na segunda posição, gastar mais 2m12s que Carlos Sainz. O francês Stéphane Peterhansel, navegado pelo português Paulo Fiúza, concluiu a tirada na terceira posição, a 2m53s.

Perante estes resultados, Carlos Sainz deu, um a vez mais, que está na Arábia Saudita para vencer, encarando esta etapa com muita determinação e a lembrar que a experiência ainda é um posto, embora o piloto do Qatar ainda tenha passado pela liderança no início da tirada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: