Art of Speed procura lugar ao sol à beira do Sado

Rampa “Pêquêpê” Arrábida preenche os requisitos para mais uma jornada apelativa e emotiva, com Art of Speed – Oficina de Manutenção e Competição Automóvel a levar duas viaturas a concorrer próximo da cidade de Setúbal.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

Trevor Stretch vai alinhar num VW Golf GTI MK3

A edição 2021 da Rampa Pêquêpê Arrábida que marca o arranque da temporada do Campeonato de Montanha JC Group compreende uma competição marcada pela “enchente” de equipas que, à beira do Sado, não pretendem esvaziar as pretensões de resultados condizentes com a preeminência da Serra que dá o nome à prova.

Organizada pelo Clube de Motorismo de Setúbal, a Rampa “Pêquêpê” Arrábida conta com a participação de dois pilotos inscritos pela Art of Speed – Oficina de Manutenção e Competição Automóvel, sedeada em Souselas, a norte de Coimbra.

Trata-se do inglês Trevor Stretch e do conimbricense Frederico Formiga. O primeiro vai alinhar ao volante de um VW Golf GTI MK3 e, o segundo, aos comandos de um Fiat Stilo JTD, viatura que fez furor nos ralis nas mãos do portuense Pedro Leal.

Frederico Formiga conduz um Fiat Stilo na Arrábida

Na Rampa “Pêquêpê” Arrábida, a Art of Speed – Oficina de Manutenção e Competição Automóvel vai poder desenvolver os seus atributos com dois pilotos que querem demonstrar as suas aptidões para este “jogo de cintura” e abordar com empenho e determinação as exigentes curvas e contracurvas da Serra da Arrábida. Como um encanto nunca vem só, três é a conta que Deus fez e, o inglês Trevor Stretch, o conimbricense Frederico Formiga e Art of Speed – Oficina de Manutenção e Competição Automóvel querem brilhar na prova de abertura do Campeonato de Montanha JC Group.

O programa competitivo da edição 2021 da Rampa Pêquêpê Arrábida inicia-se às 10h45 da manhã de sábado, com a primeira sessão de warm-up a dar tiro de partida para o galgar dos 3,1 kms do traçado. Quinze minutos depois do meio-dia será dado início à 1.ª subida de Treinos Oficiais, estando marcada para as 14h30 a 2.ª subida de treinos.

Às 16h30 decorrerá a 1.ª subida “a doer”, com a “armada” da Montanha a enfrentar o traçado da Arrábida já na discussão da primazia e da classificação, naquela que é a única Subida oficial de prova do primeiro dia de competição.

As lides competitivas recomeçarão às 9h45 de domingo, com mais uma sessão de warm-up. O segundo dia contém ainda a 3.ª sessão de Treinos Oficiais (11h15) que, como habitualmente, antecederá a chamada “hora do tudo ou nada”.

Pela frente e para concluir em grande o evento, duas subidas oficiais de prova que, como habitualmente, se revelarão decisivas para o arrumar das contas deste arranque de temporada. Estão previstas, respectivamente, para terem início às 14h00 e 15h45.

O programa contará ainda com uma Rampa Regional, que conta com 18 inscritos. Excepcionalmente, devido às enormes contingências provocadas pelo combate ao surto pandémico, não será realizada a cerimónia de distribuição de prémios, havendo lugar à entrega dos mesmo junto ao secretariado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *