Armindo Araújo: “hat-trick” em Castelo Branco

Pelo terceiro ano consecutivo, Armindo Araújo e Luís Ramalho foram os vencedores do Rali de Castelo Branco, terceira prova do Campeonato de Portugal de Ralis que é liderado pela dupla do Skoda Fabia R5.

PEDRO RORIZ E CRLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Ao vencer pela terceira vez consecutiva o Rali de Castelo Branco, naquela que foi a sua 23.ª vitória no campeonato, Armindo Araújo (Skoda Fabia Rally2 Evo) cimentou a posição de comandante da competição.

O piloto de Santo Tirso chega ao Rali Vinho Madeira, a ter lugar no início de Agosto, com sete pontos de vantagem sobre Ricardo Teodósio (Skoda Fabia Rally2 Evo), segundo na prova albicastrense, à frente de José Pedro Fontes (Citroën C3 Rally2) que, ao fazer um peão na segunda especial do dia (Santo André dasTojeiras 1 – 13,96 km), caiu de primeiro para terceiro e não mais conseguiu anular os segundos perdidos.

Numa prova onde as diferenças de tempo foram escassas, esse erro acabou por o impedir de lutar até ao fim pela vitória que parecia poder alcançar.

Como consequência do atraso de José Pedro Fontes, o algarvio Ricardo Teodósio ascendeu ao segundo lugar, a 12,1 segundos de Armindo Araújo e, apesar do seu esforço que o fez ser o mais rápido nas últimas três classificativas, só conseguiu reduzir a sua desvantagem para 6,4 segundos, diferença de tempo que separou do vencedor.

RICARDO TEODÓSIO VENCE A POWER STAGE

Armindo Araújo arrancou para o derradeiro troço do Rali de Castelo Branco com a vitória quase garantida. Apesar disso, a segunda passagem por Santo André das Tojeiras tinha um interesse adicional: havia pontos extra para os três mais rápidos neste teste.

Ainda com a esperança de vencer o rali, Ricardo Teodósio entrou ao ataque e validou o andamento com a vitória na especial. Assim, juntou três pontos aos 20 do segundo posto em que ficou classificado. Bruno Magalhães, que colocou o Hyundai i20 R5 no quarto posto da classificação geral, foi segundo neste confronto particular. Por fim, o vencedor do rali, Armindo Araújo, ainda conseguiu um ponto para além dos 25 que alcançou com o triunfo.

No final da prova da Escuderia Castelo Branco, Armindo Araújo reconheceu que entrou forte, «bem como o José Pedro, mas ele cometeu um erro, numa zona onde nós também tivemos algumas dificuldades, mas acabamos por ficar com uma vantagem que consideramos segura para garantir a vitória».

Por sua vez, José Pedro Fontes começou por felicitar «Armindo e o Luís que fizeram um excelente rali e não cometeram erros pelo que são uns justos vencedores, enquanto nós tivemos sempre ritmo para ganar, mas um pião fez-nos perder a posibilidade de vencer».

Bruno Magalhães (Hyundai i20 R5), Miguel Correia (Skoda Fabia Rally2 Evo) e Pedro Meireles (VW Polo GTi R5) a classicarem-se nos lugares seguintes, com a particularidade de os seis terem sido os mais rápidos nas sete especiais que integravam o percurso, com excepção da primeira passagem por Santo André das Tojeiras, onde Bernardo Sousa (Skoda Fabia R5) conseguiu ser mais rápido que Pedro Meireles e fechar o lote dos seis mais rápidos.

CARLOS FERNANDES CONFIRMA TRIUNFO NAS DUAS RODAS MOTRIZES

O sintrense, oitavo, atrás de Paulo Neto e Vítor Hugo (Skoda Fabia R5), foi o mais rápido entre os que tripulam carros de Duas Rodas Motrizes, com Bernardo Sousa a perder no último troço mais de cinco minutos para os homens da frente e a cair de sétimo para vigésimo. O piloto do Peugeot 208 Rally4 venceu todos os troços nesta categoria e liderou a competição do início até ao final. Ricardo Sousa, também com um Peugeot 208, terminou em segundo, a 45,5s, enquanto Rafael Cardeira, em Renault Clio, fechou na terceira posição, a 2m40,4s do primeiro classificado.

NUNO CARREIRA IMPÕE-SE NOS CLÁSSICOS

Ao volante de um Subaru Impreza, Nuno Carreira venceu o Rali de Castelo Branco para o Campeonato de Portugal de Clássicos de Ralis. A vitória foi evidente, com 48,8s de vantagem sobre o segundo classificado, Daniel Ferreira. O piloto do Mitsubishi Carisma GT foi o único, além do vencedor do rali, a marcar o melhor tempo em especiais. Pedro Leone, em Ford Escort RS Cosworth, completou o pódio.

Na categoria dos GT, Paulo Carvalheiro completou a totalidade da quilometragem no Rali de Castelo Branco para levar o Porsche 911 GT3 Cup ao lugar mais alto do pódio.

DIOGO GAGO VENCE RENAULT CLIO TROPHY SPAIN

Perante a armada espanhola do Renault Clio Trophy Spain, Diogo Gago impôs-se e leva a vitória no Rali de Castelo Branco entre os concorrentes deste troféu. O piloto português ainda perdeu a liderança para Miguel Gutierrez, que arrancou para o derradeiro troço com nove décimos de vantagem sobre Gago. Aí, o luso estabeleceu o melhor tempo e venceu com 6,5 segundos sobre German Tabares, que entretanto subiu a segundo, e 9,8s sobre Gutierrez.

VENCEDOR DO TROFÉU SUZUKI GANHA POR DUAS DÉCIMAS

Foi até à última. Na Copa Suzuki 2021, Diego Gonzalez venceu por uma unha negra. O piloto da Escuderia Ourense bateu Diego-Alvarez Bragaña por duas décimas de segundo e Aingeru Zaballa, que fechou em terceiro, ficou a 3,7 segundos do primeiro classificado. A competitividade deste troféu foi evidente, com os oito primeiros a terminarem o Rali de Castelo Branco separados por um minuto.

Entre os concorrentes da Dacia Sandero Rally Cup, destaque para Victor Maria, que venceu. Sairo Rodriguez ficou na segunda posição, a 11,6 segundos, e Alberto Briones completou o pódio.

FICHA DA PROVA

Prova – Rali de Castelo Branco

Data – 18/20 de Junho

Organizador – Escuderia de Castelo Branco

Estrutura – 313,89 km divididos por duas secções: Castelo Branco – Castelo Branco (145,71 km); Castelo Branco – Castelo Branco (168,18 km)

PC – 7 (3 + 4)

Extensão das PC – 99,69 km (47,29 km + 52,40 km)

Percentagem das PC – 31,75 %

Inscritos – 65 (11 RC2. 3 RC2N, 19 RC3. 4 RC4, 17 RC5, 2 RGT, 9 CLA)

Participantes – 64 (11 RC2, 3 RC2N, 19 RC3, 4 RC4, 16 RC5, 2 RGT, 9 CLA)

Classificados – 54 (9 RC2, 2 RC2N, 17 RC3, 3 RC4, 14 RC5, 1 RGT, 8 CLA)

Comandantes sucessivos

Absoluto – José Pedro Fontes, na 1.ª PC; Armindo Araújo, na 2.ª PC; José Pedro Fontes, da 3.ª e 4.ª PC; Armindo Araújo, da 5.ª à 7.ª PC

RC2 – José Pedro Fontes, na 1.ª PC; Armindo Araújo, na 2.ª PC; José Pedro Fontes, da 3.ª e 4.ª PC; Armindo Araújo, da 5.ª à 7.ª PC

RC2N – Alexandrino Dinis, na 1.ª PC; Fernando Teotónio, da 2.ª à 7.ª PC

RC3 – Daniel Nunes, da 1.ª à 5.ª PC; Rafael Cardeira, na 6.ª e 7.ª PC

RC4 – Ernesto Cunha, Carlos Fernandes, Ricardo Sousa, na 1.ª PC; Carlos Fernandes, da 2.ª à 7.ª PC

RC5 – Leal Tabares, na 1.ª PC; Diogo Gago, da 2.ª à 5.ª PC; Garcia Gutierrez, na 6.ª PC; Diogo Gago, na 7:ª PC

RGT –Paulo Carvalheiro, da 1.ª à 7.ª PC

CLA – Luís Mota, na 1.ª PC; Nuno Carrreira, da 2.ª à 7.ª PC

Vencedores

Absoluto – Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally2 Evo)

RC2 – Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally2 Evo)

RC2N – Fernando Teotónio/Luís Morgadinho (Mitsubishi Lancer X)

RC3 – Rafael Cardeira/André Couceiro (Renault Clio RS R3T)

RC4 – Carlos Fernandes/Valter Cardoso (Peugeot 208 Rally 4)

RC5 – Diogo Gago/Jorge Eduardo Carvalho (Renault Clio RSR Rally5)

RGT – Paulo Carvalheiro/Dércio Carvalheiro (Porsche 991 GT3 Cup)

CLA – Nuno Carreira/Danny Carreira (Subaru Impreza WRX STi)

Classificação

POS. EQUIPA CARRO TEMPO
1.º Armindo Araújo/Luís Ramalho Skoda Fabia Rally2 Evo 54’27,6″
2.º Ricardo Teodósio/José Teixeira Skoda Fabia Rally2 Evo a 6,4″
3.º José Pedro Fontes/Inês Ponte Citroen C3 Rally 2 a 17’7″
4.º Bruno Magalhães/Carlos Magalhães Hyundai i20 R5 a 26,7″
5.º Miguel Correia/António Costa Skoda Fabia Rally2 Evo a 55’8
6.º Pedro Meireles/Mário Castro VW Polo Gti R5 a 1’17,5″
7.º Paulo Neto/Vítor Hugo Skoda Fabia R5 a 3’41,3″
8.º Carlos Fernandes/Valter Cardoso Peugeot 208 Rally4 a 3’57,0″
9.º Gil Antunes/Diogo  Correia Dacia Sandero R4 a 4’26,2″
10.º Ricardo Sousa/Luís Rodrigues Peugeot 208 Rally4 a 4’42,5″

Os mais rápidos

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º
José Pedro Fontes 3 2 0 1 1 0
Ricardo Teodósio 3 1 2 0 1 0
Armindo Araújo 1 4 2 0 0 0
Bruno Magalhães 0 1 1 4 0 1
Miguel Correia 0 0 1 2 2 2
Pedro Meireles 0 0 0 0 3 3
Bernardo Sousa 0 0 0 0 0 1

Classificação do Campeonato – 1.º Armindo Araújo, 76 pontos; 2.º Ricardo Teodósio, 69; 3.º Bruno Magalhães, 44; 4.º, José Pedro Fontes, 37; 5.º, Bernardo Sousa, 35; 6.º, Miguel Correia, 30; 7.º, Paulo Neto, 24; 8.º, Pedro Meireles, 18; 9.º, Diogo Salvi, 8; 10.º, Manuel Castro, 6.

Próxima prova – Rali Vinho Madeira, de 6 a 8 de Agosto, organizado pelo Club Sports da Madeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *