Araújo e Magalhães de olhos no título de ralis

O actual e antigo campeão nacional de ralis admitiram, na apresentação da equipa Hyundai para 2019, que o objectivo é tentar o título. Armindo Araújo persegue o sexto e segundo consecutivo e Bruno Magalhães regressa para alcançar o quarto.

(auto.look2010@gmail.com)

Apresentação das equipas Hyundai Portugal

Armindo Araújo e Bruno Magalhães, ambos ao volante de um Hyundai i20 R5, têm entre si oito títulos do campeonato nacional de ralis, assumindo-se como os nomes de maior nomeada para a próxima temporada.

Único português com cinco títulos nacionais conquistados – e só não é “penta” porque não foram conquistados consecutivamente –, Armindo Araújo explicou no final da apresentação das “armas”, no Terminal de Cruzeiros de Matosinhos, que 2019 será «um enorme desafio» perante a competitividade de «Bruno Magalhães, um grande piloto e um grande campeão», mas a confiança e motivação estão «em alta».

Os testes com a viatura serão daqui a duas semanas e não há «grandes novidades técnicas» em relação a 2018, com o antigo campeão mundial do Agrupamento de Produção a destacar ainda pilotos como José Pedro Fontes (Citroën), Miguel Barbosa (Skoda) ou Pedro Meireles (Volkswagen) na luta pelo título.

Armindo Araújo

«Todos, pilotos, marcas e patrocinadores, decidiram apostar muito nos ralis, que é uma das modalidades mais acarinhadas pelo público em Portugal. O Campeonato de Portugal de Ralis é hoje um dos melhores da Europa e uma referência», atirou o piloto, de 41 anos.

Armindo Araújo deixou ainda uma nota sobre as alterações ao regulamento para o próximo campeonato, nomeadamente a inclusão de uma etapa de qualificação na sexta-feira, que permite escolher a ordem de partida para o arranque da prova, e uma «menor penalização dentro das super-especiais». «Dá-nos maior abertura para dar espectáculo, parece-me muito positivo para o campeonato», considerou.

«Temos do nosso lado a vantagem de já conhecermos bem a equipa e a competitividade do Hyundai i20 R5, que foi fundamental para chegarmos ao título na época passada. O campeonato está cada vez mais forte, mas é nestes ambientes que gostamos de competir. Naturalmente, o nosso objectivo é estar novamente na luta pelo título e dar mais vitórias ao Team Hyundai Portugal», concluiu o campeão nacional e bicampeão do Mundo de Produção.

Bruno Magalhães

BRUNO MAGALHÃES NA ROTA DO TÍTULO

A outra viatura da Hyundai, que era dirigido pelo campeão de 2017, Carlos Vieira, até um acidente grave em Junho do ano passado, será conduzido por Bruno Magalhães, que regressa ao Campeonato de Portugal de Ralis, com Hugo Magalhães na qualidade de co-piloto, após vários anos na disputar o ERC. Em 2017, foi vice-campeão do Europeu de Ralis (ERC), conseguindo o terceiro lugar em 2018, ano em que não competiu nas últimas duas provas «por falta de financiamento», assumindo ter sido «uma grande frustração».

 

Luís Ramalho e Armindo Araújo

«Desde 2011 que não sabia que ia fazer um campeonato inteiro. Repare-se no desgaste que isto provoca num piloto. Tenho andado a lutar prova a prova. Agora, saber que vou fazer o campeonato todo é uma grande alegria para mim, e nunca o veria como um passo atrás, antes dois à frente», explicou o experiente piloto Bruno Magalhães. «A nossa passagem pelo Europeu permitiu-nos lutar contra alguns dos melhores pilotos da Europa e viver momentos inesquecíveis, como a vitória no Rali da Acrópole, na Grécia, no ano passado. Teremos obviamente que redescobrir as provas em Portugal, mas penso que o ritmo que trazemos do Europeu e a experiência da equipa vão ajudar», apontou Bruno Magalhães.

Bruno Magalhães e Hugo Magalhães

Com 23 vitórias em ralis portugueses, o mesmo número, aliás, conseguido por Armindo Araújo, o três vezes campeão lusitano também tem como objectivo «ser campeão», mesmo que o factor de novidade depois de tantos anos ausente possa pesar na adaptação. «Gosto de estar presente onde estão os melhores pilotos. O meu objectivo é ser campeão», atirou. Com «dois dos melhores pilotos portugueses de sempre», a Hyundai quer este ano «voltar a vencer» e aposta numa dupla com «muito capital de experiência acumulado» e que tenciona “desempatar” o registo de 23 triunfos «já em Fafe», primeira prova do campeonato.

Sérgio Ribeiro, CEO da Hyundai Portugal

SÉRGIO RIBEIRO: “VOLTÁMOS PARA VENCER”

Na apresentação oficial em Matosinhos, Sérgio Ribeiro, o CEO da Hyundai Portugal, realçou o prestígio e o palmarés das duplas que defenderão as cores da equipa em 2019.

«A antevisão de uma época é sempre um momento de incógnita e expectativa, mas penso que esta é uma das equipas mais completas dos ralis nacionais dos últimos anos», analisou o responsável da Hyundai Portugal. «Pela sua experiência em alguns dos melhores campeonatos de ralis do mundo e pela qualidade que trazem ao Campeonato de Portugal de Ralis, penso que as nossas duplas de pilotos dão todas as garantias para voltarmos a lutar consistentemente pelas vitórias e pelos pódios. Assim, em 2019, voltamos para vencer», referiu Sérgio Ribeiro.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação