António Maio acelera a Yamaha para o “top 20”

Piloto alentejano concluiu em 22.º lugar a oitava etapa da 44.ª edição do Rali Dakar, realizada entre Al Dawadimi e Wadi Ad Dawasir, e já está a menos de 20 minutos entre as melhores duas dezenas de pilotos a nível geral.

(auto.look2010@gmail.com)

Nesta que foi uma das etapas mais longas desta edição – já que aos 395 km cronometrados juntou mais 435 km de ligação – o piloto da Yamaha conseguiu manter a 25.ª posição da classificação geral, mas aproximou-se de novo de um lugar no “top 20”.

«Terminámos o oitavo dia de um Dakar que está a ser particularmente longo com etapas bastante extensas. Hoje parti de trás, numa especial com 400 km onde predominou a areia, em que tive que ultrapassar muitos pilotos. Todavia, fiz uma etapa limpa e sem erros, não houve percalços de maior, não caí e a moto está impecável», revelou António Maio.

«Acabei por fazer um bom resultado e esta terça-feira a etapa vai ser mais curta em comparação com outras que já fizemos nesta edição do Dakar. Acredito que haverá dificuldades acrescidas, ou na navegação ou na parte técnica da etapa, no entanto, estamos prontos para fazer mais uma boa jornada», acrescentou o piloto Yamaha no “bivouac” instalado em Wadi Ad Dawasir, na Arábia Saudita.

A nona etapa do Rali Dakar será realizada em torno de Wadi Ad-Dawasir com 287 km cumpridos ao cronómetro. A esta altura do rali a resistência dos concorrentes e das suas máquinas serão um fator decisivo. Apesar de haver menos areia, esta etapa não será fácil principalmente devido à complexidade da navegação. No percurso os concorrentes vão contar com a presença de montanhas seguidas de trilhas que serpenteiam por entre desfiladeiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.