António Félix da Costa já acelera em Duriyah

Piloto português esteve entre os mais rápidos na primeira sessão de treinos livres para a prova de abertura da temporada do Campeonato do Mundo de Fórmula E, em Diriyah, na Arábia Saudita.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

As ruas da cidade saudita de Diriyah recebem, esta sexta-feira e sábado, as duas primeiras corridas do Campeonato do Mundo de Fórmula E, mas esta noite (período da tarde em Portugal) os pilotos tiveram a oportunidade de um primeiro contacto com a pista, alterada em relação ao ano anterior, e com a experiência de condução nocturna.

Ao fim dos 45 minutos da primeira sessão de treinos livres o holandês Nyck De Vries (Mercedes) registou o melhor tempo, enquanto António Félix da Costa (DS) foi oitavo, com o português a guiar o carro que lhe deu o título o ano passado, por a equipa ter optado por não correr riscos e utilizar material testado e adiar a estreia do novo carro.

Bom começo do holandês a bater por mais de meio segundo o seu mais directo perseguidor, o alemão André Lotterer (Porsche), diferença de tempo significativa se considerarmos que entre o segundo e o 23.º, o neo-zelandês Nick Cassidy (Virgin) essa diferença é inferior a um segundo.

Os tempos alcançados hoje terão significado pouco para o que vai seguir-se, uma vez que o asfalto estava muito sujo e, com a passagem dos carros, vai ficar mais limpo e permitir maior velocidade e travagens mais tardias, tendo António Félix da Costa sido um dos pilotos que “exagerou” e teve de ir à escapatória.

Antes do arranque da temporada, que este ano ganha a designação de Campeonato do Mundo, o campeão em título, António Félix da Costa, lembra que «este será o primeiro Campeonato do Mundo, pelo que estou mais motivado do que nunca: que é que não quer ser o primeiro Campeão do Mundo de Fórmula E?».

Fica a pergunta e o desejo de que seja o português a primeiro a sê-lo.

MELHORES TEMPOS

Nyck De Vries (Mercedes); 1’08,693”; André Lotterer (Porsche), 1’09,291”; Lucas Di Grassi (Audi), 1’09,327’’; Edoardo Mortara (Venturi), 109,392’’; Oliver Rowland (Nissan), 1’09,425’’; Alex Lynn (Mahindra), 1’09,489’’; Mitch Evans (Jaguar), 1’09,503’’; António Félix da Costa (DS), 1’09,552’’; Robin Frijns (Virgin), 1’09,552’’; Max Gunther (BMW), 1’09.614’’. Treinaram mais 14 pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *