Andreas Mikkelsen garante triunfo nos Açores

Aos comandos de um Skoda Fabia Rally2 Evo, o piloto norueguês venceu a 55.ª edição do Azores Rally, quinta prova do Campeonato Europeu, depois de destronar o espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 R5).

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com) – Fotos: JORGE CUNHA /DPPI

Oito anos depois da primeira vitória, o norueguês Andreas Mikkelsen (Skoda Fabia Rally2 Evo) voltou a vencer e cimentou a posição de comandante do Campeonato da Europa, impondo-se nas derradeiras três especiais a Dani Sordo (Hyundai i20 R5).

O espanhol, que arrancou para a derradeira fase da prova com 0,5 segundos de avanço, acabou a 14,8 segundos do vencedor, com o piloto a considerar que não teve pneus novos para, na fase final, defender o comando.

A luta pela vitória foi intensa com o duelo entre os dois primeiros a entusiasmar o público, que começou por vibrar com o facto de Ricardo Moura (Skoda Fabia Rally2 Evo) ter comandado a prova durante as primeiras cinco especiais, ao tirar partido da posição na estrada (13.º) e do conhecimento do terreno.

O pó, na Super Especial Marques, que fechava a primeira etapa, impediu-o de terminar o dia na frente, mas obrigou os dois primeiros a acelerar, por terem percebido que se não o fizessem o açoriano poderia causar uma surpresa.

No segundo dia da prova, Ricardo Moura manteve o terceiro lugar ao longo de toda a etapa, mas um “capotanço” no final da segunda passagem por Sete Cidades que, este ano, fechava a prova, fê-lo perder algum tempo. Por via disso, o derradeiro lugar do pódio acabou por pertencer ao espanhol Efrén Llarena (Skoda Fabia R5 Evo), que como consequência subiu ao segundo lugar do “Europeu”.

A prova açoriana voltou a ser madrasta para o russo Alexey Lukyanuk (Citroën C3 Rally2) que ostenta o título e deverá cede-lo a Andreas Mikkelsen, com os furos a impedirem-no de chegar ao fim.

Dois furos, na mesma classificativa, no primeiro dia, que lhe custaram mais de um minuto de atraso, e a repetição do sucedido no segundo, o que o obrigava a fazer o resto da secção sem pneus sobresselentes, levou-o ao abandono e a dizer adeus ao título.

FICHA DA PROVA

Prova – Azores Rally

Data – 16/18 de Setembro

Organizador – Grupo Desportivo e Comercial

Estrutura – 645,14 km divididos por duas etapas: Ponta Delgada – Ponta Delgada (364,02 km); Ponta Delgada – Ponta Delgada (281,12 km)

PC – 13 (6 + 7)

Extensão das PC – 201,74 km (111,910 km + 89,84 km)

Percentagem das PC – 31,27 %

Inscritos – 43 (25 RC2, 1 RC3, 3 RC4, 2 P3, 1 P2, 1 P1, 1 X4, 3 X3, 4 X2, 2 X1)

Participantes – 42 (25 RC2, 1 RC3, 3 RC4, 2 P3, 1 P2, 1 P1, 1 X4, 3 X3, 3 X2, 2 X1)

Classificados – 23 (17 RC2, 1 RC3, 1 RC4, 1 P2, 1 P1, 1 X3, 1 X2)

Comandantes sucessivos

Absoluto – Ricardo Moura, da 1.ª à 5.ª PC; Dani Sordo, na 6.ª e 7.ª PC; Andreas Mikkelsen, na 8.ª e 9.ª PC; Dani Sordo, na 10.ª PC; Andreas Mikkelsen, da 11.ª à 13.ª PC

RC2 – Ricardo Moura, da 1.ª à 5.ª PC; Dani Sordo, na 6.ª e 7.ª PC; Andreas Mikkelsen, na 8.ª e 9.ª PC; Dani Sordo, na 10.ª PC; Andreas Mikkelsen, da 11.ª à 13.ª PC

RC3 – Igor Widlak, da 1.ª 13.ª PC

RC4 – Josep Bassas, da 1.ª à 4.ª PC; Jean-Baptiste Francheschi, da 5.ª à 13.ª PC

P2 – João Faria, da 1.ª à 13.ª PC

P1 – Hélder Pimentel, da 1.ª à 13.ª PC

X4 – Ruben Borges, da 1.ª à 6.ª PC

X3 – Gilberto Ferreira, da 1.ª à 6.ª PC; Luís Mota, da 7.ª à 13.ª PC

X2 – Hélder Miranda, da 1.ª à 6.ª PC; Paul Barbosa, da 7.ª à 13.ª PC

X1 – Hugo Alcântara, da 1.ª à 3.ª PC; Ruben Santos, da 4.ª à 6.ª PC

Vencedores

Absoluto – Andreas Mikkelsen/Elliott Edmondson (Skoda Fabia Rally2 Evo)

RC2 – Andreas Mikkelsen/Elliott Edmondson (Skoda Fabia Rally2 Evo)

RC3 – Igor Widlak/Daniel Dymurski (Ford Fiesta Rally3)

RC4 – Jean-Baptiste Francheschi/Anthony Gorguilo (Renault Clio Rally4)

P2 – João Faria/Filipe Tavares (Peugeot 206 RC)

P1 – Hélder Pimentel/João Soledade (Toyota Yaris)

X3 – Luís Mota/Alexandre Ramos (Mitsubishi Lancer IX)

X2 – Paul Barbosa/Dimas Barbosa (Peugeot 205 GTi)

CLASSIFICAÇÃO

POS. EQUIPA CARRO TEMPO
1.º Andreas Mikkelsen/Elliot Edmondson Skofa Fabia Rally2 Evo 2.32’31,5″
2.º Dani Sordo/Candido Carrera Hyundai i20 R5 a 14,8″
3.º Efrén Llarena/Sara Fernandez Skofa Fabia Rally2 Evo a 1’06,5″
4.º Ricardo Moura/António Costa Skofa Fabia Rally2 Evo a 1’09,7″
5.º Mikolaj Marczyk/Szymon Gospodarczyk Skofa Fabia Rally2 Evo a 1’58,5″
6.º Umberto Scandola/Danilo Fappani Hyundai i20 R5 a 4’03,0″
7.º Luís Miguel Rego/Jorge Henriques Skoda Fabia Rally2 Evo a 5’19,7″
8.º Benito Guerra/Daniel Cue Skoda Fabia Rally2 Evo a 6’50,3″
9.º Rafael Botelho/Rui Raimundo Skoda Fabia R5 a 9’25.9″
10.º Javier Pardo/Adrian Perez Suzuki Swift R4lly S a 13’21,6″

Os mais rápidos

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º
Andreas Mikkelsen 7 3 1 0 0 0
Dani Sordo 3 3 4 2 1 0
Ricardo Moura 2 3 2 1 3 1
Alexey Lukyanuk 1 0 1 1 0 1
Efrén Llarena 0 2 4 2 3 2
Mikolaj Marczyk 0 2 0 2 0 7
Erik Cais 0 0 1 3 1 0
Umberto Scandola 0 0 0 4 2 1
Yoann Bonato 0 0 0 0 0 1
Luís Miguel Rego 0 0 0 0 1 1

Classificação do Campeonato da Europa, depois do Azores Rally – 1.º, Andreas Mikkelsen, 136 pontos; 2.º, Efrén Llarena, 102; 3.º, Mikolaj Marczyk, 95; 4.º, Alexey Lukyanuk, 67; 5.º, Norbert Herczig, 67; 6.º, Craig Breen, 43; 7.º, Nikolay Gryazin, Giandomenico Basso, Jan Koepcky, 39; 10.º, Dani Sordo, 33; …; 15.º, Ricardo Moura, 24; …; 23.º, Luís Miguel Rego, 13; …; 27.º, Rafael Botelho, 9. Estão classificados mais 20 pilotos

Próximas provas – Rali Serras de Fafe e Felgueiras, nos dias 2 e 3 de Outubro, a contar para o Campeonato da Europa e Rali Além Mar Ilha Lilás, dias 8 e 9 de Outubro, a contar para o Campeonato dos Açores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *