André Pires foi 12.º no arranque da MotoE

Piloto transmontano admite ter ficado «muito nervoso» na sua primeira corrida de MotoE, confessando ter ficado «muito feliz» por ter terminado nos pontos, algo que pensava que seria «mais difícil».

(auto.look2010@gmail.com)

André Pires (MotoE)

O piloto português André Pires (Avintia) admitiu hoje ter ficado «muito nervoso» na prova de estreia na Taça do Mundo de MotoE, para motos eléctricas, que decorreu hoje em Jerez de la Frontera, em Espanha, onde conquistou quatro pontos pelo 12.º lugar.

«Estou muito contente por ter terminado a corrida. É um meu primeiro Grande Prémio e sem dúvida que fiquei muito feliz. Estava muito nervoso no arranque e durante a prova e só pensava em terminar, o que consegui fazer depois de optar por uma toada mais segura. Vi que muitos pilotos caíram e, mesmo sentindo que estava mais rápido perto do final, optei por manter uma margem de segurança e terminar», disse o piloto transmontano, o primeiro português a participar nesta competição, que vai na sua terceira edição.

André Pires confessou-se «muito feliz» por ter terminado nos pontos, algo que pensava que seria «mais difícil». «Agora vamos trabalhar ao máximo para preparar a próxima corrida em Le Mans. Obrigado a todos os portugueses pelo apoio», concluiu o piloto da Avintia, que volta à acção a 16 de Maio, no GP de França.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *