“Amantes dos Ralis” na alta-roda com Carlos Vieira

O encontro de amigos, num simples almoço para conviver em redor das conversas sobre ralis, teve este ano um “convidado” especial, o campeão nacional da especialidade de 2017, Carlos Vieira, que compareceu na Raposeira, em Leiria, na companhia de José Pedro Fontes.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt) – Fotos: ANTÓNIO F. CASTRO FARIA

Os “Amantes dos Ralis” voltaram a juntar-se na Raposeira, em Leiria, para mais uma jornada de confraternização, em que, pelas mesas, foram contadas histórias de “aventuras e peripécias”. À semelhança de anos anteriores, o leitão assado foi o prato principal de uma refeição que correspondeu à qualidade, até porque a tradição ainda é o que é.

O leiriense Valter Gomes foi um gentleman e um verdadeiro anfitrião, distribuindo pelos presentes um conjunto de lembranças que se juntaram à recordação tradicional que acompanham todos os anos estes almoços. Aprender a viver com os outros, a conviver, implica fazer da partilha, do diálogo e da ajuda mútua, sinais quotidianos de uma cidadania activa.

Paulo Magalhães, Carlos Vieira e José Pedro Fontes

Este foi, sem dúvida, o memorando de uma tarde em que os valores, os princípios e regras de conduta vincaram o convívio. O almoço voltou a ser soberbo e as pessoas comungaram do mesmo espírito.

Distribuídos por quatro mesas, os “Amantes dos Ralis”, entre pilotos, navegadores, dirigentes de estruturas clubísticas e federativas, entre muitos outros, geraram sentimentos de afectos, ideias e memórias. Sobressaíram os valores. Ninguém ficou indiferente à chegada de Carlos Vieira. Chegou com José Pedro Fontes.

Um momento apoteótico. De pé, todos cumprimentaram o campeão nacional de ralis de 2017. De pé, Carlos Vieira agradeceu o gesto com um rasgado sorriso. Esta foi, sem dúvida, a melhor resposta que os “Amantes dos Ralis” poderiam dar a Carlos Vieira, porque se não fossem os pilotos, os navegadores, equipas, mecânicos e afins, não haveria, com toda a certeza, este grupo formado para evocar uma modalidade apaixonante.

Carlos Vieira faz parte integrante daqueles que fazem mover os “Amantes dos Ralis”. Foi a 18 de Novembro de 2017 que conquistou, ao volante de um Citroën DS3, o seu primeiro título de campeão nacional de ralis, ao vencer o Rali do Algarve. Chegou à Raposeira, “casa sede” do grupo “Amantes dos Ralis”, na companhia de José Pedro Fontes.

Os desportos motorizados têm destas coisas. Carlos Vieira, piloto natural de Fafe, venceu o Rali Casinos do Algarve em 2017e, imagine-se, sucedeu precisamente a José Pedro Fontes, também em Citroën DS3, que tinha vencido os dois últimos campeonatos e ficou afastado da competição devido a um grave acidente no Vodafone Rali de Portugal. Carlos Vieira também sofreu um acidente o ano passado no Rali do Vidreiro, na Marinha Grande.

Este sábado, os “Amantes dos Ralis” ganharam, com toda a certeza, novo fôlego. Naturalmente que nesta tarde de convívio estiveram muitos mais pilotos e navegadores. Alguns também campeões nacionais.

Paulo Magalhães, coordenador desportivo da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) mas “Amante dos Ralis” de longa data – quiçá desde o princípio da sua existência e que começou a dar os seus primeiros passos no Kartódromo de Poiares – proferiu uma palavras para homenagear Carlos Vieira e José pedro Fontes. Os dois campeões, associados a este grande evento anual, receberam, cada um, uma lembrança.

Uma salva de palmas colectiva selou o momento elogioso. A serenidade começa no movimento que rompe com o egoísmo e a auto-suficiência, traduzindo-se no prazer do encontro, na atenção, no cuidado e na acção solidária em favor do outro.

Este sábado foi um dia inesquecível. Um dia marcado pela convivência, pelo respeito e pelo sentimento de proximidade que suportam uma cultura de tranquilidade. Os “Amantes dos Ralis”, que celebrou este ano a 16.ª edição, embora tenha surgido há mais de duas décadas, saíram mais enriquecidos. Tanto o Carlos Vieira como o José Pedro Fontes são um exemplo a seguir. Todos, sem excepção, ficaram agradecidos pelas suas presenças.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação