Alexandre Correia lança livro com inspiração no Dakar

Enquanto decorre na América do Sul a maratona de todo o terreno mais dura do mundo, há quem continue a sonhar com as velhas rotas africanas do Dakar. Veterano destas andanças, jornalista Alexandre Correia acaba de lançar um livro sobre este sonho.

(auto.look2010@gmail.com)

O Salão Nobre do Automóvel Club de Portugal (ACP) foi pequeno para acolher tantos entusiastas da mais mítica maratona do todo o terreno mundial.

O pretexto para este encontro foi o lançamento do “Diário de Bordo” da Expedição Peugeot 3008 Lisboa-Dakar-Bissau, um livro da autoria do jornalista Alexandre Correia que relata na primeira pessoa quinze anos de viagens sempre inspiradas nas rotas da lendária prova africana.

Sendo o tema motivador de muitas paixões, a apresentação do livro foi o pretexto para reunir inúmeros veteranos que representaram as cores nacionais no Dakar.

Alexandre Correia (jornalista) e Carlos Barbosa (presidente do ACP)

Duarte Nobre Guedes, o primeiro português a vencer uma etapa na competição, Pedro Villas Boas e Manuel Romão, pioneiros da primeira participação lusa, e Maria do Céu Pires de Lima, uma das primeiras mulheres a alinhar, foram alguns dos presentes.

Jornalista desde 1979, Alexandre Correia tem um vasto percurso que se iniciou no jornal Motor e se consolidou como editor da revista Todo-o-Terreno, com passagem pela RTP e Expresso. A sua paixão pela modalidade surgiu quando acompanhou, enquanto repórter, inúmeras edições do Dakar, chegando mesmo a privar com o seu fundador, Thierry Sabine, que morreu num acidente de helicóptero na edição de 1986 da prova. O livro conta em 180 páginas profundamente ilustradas como é viajar entre Lisboa e Dakar, incluindo pormenores técnicos e muitas histórias marcantes.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação