Alexandre Camacho ao ataque na Ribeira Brava

Piloto navegado por Pedro Calado conduziu o Skoda Fabia R5 ao topo da classificação do Rali da Ribeira Brava, ao alcançar hoje o melhor registo na super-especial urbana nocturna.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt) – Fotos: FILIPE MATOS

Miguel Nunes e João Paulo (Hyundai i20 R5)

Já está na estrada o Rali da Ribeira Brava, com a dupla formada por Alexandre Camacho e Pedro Calado a “voar” para o triunfo nos 3,3 quilómetros da super-especial desenhada pelo Automóvel Clube de Santa Cruz. Na prova pontuável para o Campeonato da Madeira de Ralis Coral, o piloto madeirense e campeão regional em título “puxou pelos galões” para concluir o “aperitivo” servido no centro da vila ribeira-bravense com o tempo de 2m38,0 segundos.

Ficou patente que será mais um rali competitivo e difícil para pilotos e máquinas e, a julgar pelas palavras de Alexandre Camacho, em que os seus adversários «já estão familiarizados com a prova porque alinharam aqui o ano passado» mas, mesmo assim, «estamos com vontade de vencer e de manter a liderança do campeonato».

Pedro Paixão e Luís Rodrigues (Skoda Fabia R5)

Refira-se que o campeão regional primou pela ausência o ano passado, sendo, por isso, «uma prova nova para nós, apenas conhecemos o troço da Serra de Água, pelo que todos os outros serão novidade», acrescentou Alexandre Camacho.

Está dado o mote para mais uma ronda competitiva, já que o segundo classificado, Miguel Nunes, navegado por João Paulo, conduziu o Hyundai i20 R5 ao segundo lugar, a escassos quatro décimos de segundo.

Tratando-se de uma super-especial muito rápida e presenciada por uma multidão de pessoas, Pedro Paixão cotou-se o terceiro mais rápido. Ao volante de um Skoda Fabia R5, o piloto madeirense, navegado por Luís Rodrigues, não descurou a oportunidade “cair” em cima dos seus mais directos adversários, gastando mais seis décimos do que Alexandre Camacho. Refira-se que Pedro Paixão não evitou um ligeiro toque numa rotunda na Ribeira Brava, cedendo assim a ocasião para, quiçá, partir este sábado na liderança da prova.

A prova decidir-se-á este sábado, com os concorrentes a cumprir uma dupla passagem pelas especiais de Tábua/Coral (5,64 km – 11h08 e 12h21) e São João (12,45 km – 11h34 e 12h47), de manhã, e Fonte Pinheiro/Elps (10,58 km – 15h30 e 16h55) e Serra de Água/IC Publicidade (11,37 km – 16h20 e 17h45) de tarde.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação