Alex Areia: estreia a vencer Super Seven by Toyo Tires

Super Seven com mais uma corrida imprópria para cardíacos no Circuito de Barcelona. A anteceder as 24 Horas de Barcelona, o Super Seven by Toyo Tyres faz as delícias de todo o público presente. Miguel Ferreira conquista a sua primeira vitória no Troféu com maior longevidade em Portugal.

(auto.look2010@gmail.com)

Tudo a postos para a derradeira corrida do fim de semana para os pilotos do Super Seven by Toyo Tyres. Com o troféu monomarca mais antigo em Portugal a ser a primeira corrida do dia, as equipas tiveram que começar o seu dia bem cedo. O já grande número de espetadores presentes no circuito rapidamente virou a sua atenção para os rapidíssimos Caterhams Seven assim que estes colocaram os motores em marcha.

Alex Areia (Speedy Motorsport) partia da “pole position” com o vencedor da corrida de ontem e seu companheiro de esquadra, José Carlos Pires, na segunda posição. Nuno Afonso (Atomic – Magaltech) e Lourenço Monteiro (Speedy Motorsport) estavam logo a seguir.

Já António Nunes de Almeida (CRM Motorsport) tinha a companhia do primeiro colocado entre os concorrentes britânicos, Anthony Barnes (Team Parker Racing) na terceira linha da grelha de partida. Bernardo Bello (CRM Motorsport), Diogo Tavares (CRM Motorsport), Andrew McMillan (McMillan Motorsport) e Tomás Guedes (Speedy Motorsport) completavam os dez primeiros na grelha de partida.

Nos 320R, Gary Smith (Matt Blyth Motorsport) partia lado a lado com Mark Roberts (McMillan Motorsport), esta dupla era perseguida por Geoff Newman (LFP Motorsports), Aman Uppal (LFP Motorsports) e Caroline Everett.

Na sexta posição, o primeiro português, Miguel Ferreira (CRM Motorsport), com o seu companheiro de equipa e companheiro de carro no campeonato, Gonçalo Nobre da Veiga (CRM Motorsport) que arrancava para esta segunda corrida na 7.º lugar. John Styring (Matt Blyth Motorsport) partia para a corrida sozinho na quinta linha da grelha após a ausência de Dominic Geary.

ALEX AREIA VITORIOSO

NO SUPER SEVEN BY TOYO TYRES

Com a direção de prova a dar autorização de partida os 46 Caterhams aceleraram a fundo pela reta do mítico circuito de Barcelona. Com uma reação brilhante ao apagar do semáforo, José Carlos Pires (Speedy Motorsport) aproveitou o ligeiro hesitar de Alex Areia ( Speedy Motorsport) para tomar de assalto a liderança antes da forte travagem para a 1.ª curva do circuito.

Quem ganhou também no arranque foi António Nunes de Almeida (CRM Motorsport), o piloto do carro #36 que partia da 3.ª fila da grelha curvou para a primeira curva no terceiro posto após ter aproveitado um toque entre Lourenço Monteiro (Speedy Motorsport) e Nuno Afonso (Atomic-Magaltech) logo no arranque.

Nuno Afonso ficou imobilizado na pista obrigando a direção de prova acionar o Safety Car. Quem não escapou impune foi Tomás Guedes (Speedy Motorsport), o jovem piloto não evitou uma colisão com um carro à sua frente que danificou a dianteira do seu Caterham 420R ditando o sei abandono desta segunda corrida do fim de semana.

No final da 4.ª volta de corrida o Safety Car foi chamado de volta às Boxes e as bandeiras verdes começavam a ser agitadas em todos os postos do circuito catalão. Pires liderava com Areia a não deixar o vencedor em título fugir e iniciava-se agora um autêntico duelo de titãs. Ora seguia Pires na cabeceira do pelotão, ora Areia liderava tornando impossível prever quem sairia vencedor desta segunda corrida.

À entrada da última volta, Pires seguia atrás de Areia e aproveitando o “cone de ar” ao travar para a primeira curva adiantou-se face ao jovem Areia, no entanto o jovem piloto não baixou os braços na entrada da curva 10 arriscou e travou mais tarde que o seu companheiro de equipa executando uma excelente ultrapassagem!

Areia estreava-se assim a vencer no Super Seven by Toyo Tyres. No entanto a atenção não se reunia só na luta pela liderança, a batalha pelo lugar mais baixo do pódio estava tão quente como aquela pela primeira posição.

Nunes de Almeida, Bello e Monteiro gladiavam freneticamente pela aquela viria a ser a terceira posição. Nunes de Almeida com um pequeno erro permitiu que Bernardo Bello passasse e de seguida Lourenço Monteiro aproveitou a boleia e ganhou mais uma posição começando agora a atacar Bernardo Bello.

Monteiro não deitava a toalha ao chão e em todas as oportunidades “mostrava-se” a Bello na esperança de este cometer um erro. Contudo na entrada a penúltima volta, o piloto do carro #28 (Monteiro) adiantava-se perante Bernardo Bello, conseguindo assim o segundo pódio do fim de semana!

Quem também assistiu a esta luta numa posição privilegiada foi Gonçalo Lobo do Vale (BCM Sports) que na 6.ª volta atacou e passou António Nunes de Almeida conseguindo subir à quinta posição final. Jason McCormack (McMillan Motorsport), Danny Killeen (McMillan Motorsport), J.J. Magalhães (Team Nuoorte) e Diogo Costa (Team Nuorte) completaram o TOP 10 final dos 420R.

Entre os 420R Gentleman, a luta era entre Ricardo Pedrosa (Atomic-Magaltech) e Mico Mineiro (CRM Motorsport) sendo que André Matos (BCM Sports) não alinhava na corrida devido a problemas mecânicos no seu Caterham.

Com a carambola do início da corrida, Mico Mineiro numa abordagem mais conservadora conseguia adiantar-se perante os seus adversários, deixando Ricardo Pedrosa a batalhar com concorrentes britânicos. Mico Mineiro conseguia assim a primeira vitória do fim de semana e a primeira vitória na pista de Barcelona.

MIGUEL FERREIRA VENCE PELA PRIMEIRA VEZ EM BARCELONA

Nas contas dos 320R, Miguel Ferreira (CRM Motorsport) que pela segunda vez este fim a de semana superou o seu amigo e companheiro de equipa Gonçalo Nobre da Veiga (CRM Motorsport) conquistando a sua primeira vitória no troféu.

Dominic Geary (CRM Motorsport), como referido anteriormente não arrancou para a segunda corrida do fim de semana. No que toca aos 320R ingleses, Gary Smith foi dono e senhor de Barcelona. O piloto britânico apoiado pela Matt Blyth Motorsport saiu de Barcelona com uma “pole position” e duas vitórias no bolso.

Smith, nesta segunda corrida rapidamente impôs um ritmo forte demonstrando que não vinha para menos que uma vitória. E controlando Mark Roberts (McMillan Motorsport) pelos seus espelhos, Smith geriu a sua corrida na perfeição, terminando com um segundo de vantagem para Roberts.

Geoff Newman (LFP Motorsport) foi quem subiu ao último degrau do pódio desta segunda corrida em Barcelona. Seguiram-se Greg Hyatt (LFP Motorsport), Aman Uppal (LFP Motorsport) e Caroline Everett. John Styring (Matt Blyth Motorsport) completou a classificação referente aos 320R.

«Mais uma corrida muito disputada para os livros de História do Super Seven by Toyo Tyres. Apesar de alguns incidentes de corrida os pilotos estão todos de parabéns por demonstrarem, uma vez mais, que estas são das corridas mais competitivas, deixando o muito público presente para ver as 24 Horas de Barcelona pasmado com a nossa prova onde o vencedor só foi desvendado a seis curvas do final, um final à Super Seven! Agora voltaremos em Monza de novo em conjunto com os nossos amigos ingleses da 7 Series no final de Outubro», sublinhou Tiago Raposo Magalhães, CEO da CRM Motorsport.

O troféu Monomarca apoiado pela Toyo Tires, Fuchs, Auditiv, Apple of Eden, Gupe e GC24, regressa às pistas no o Autódromo Internacional de Monza em Itália para um fim de semana cheio de emoção e velocidade nos próximos dias 29 e 30 de Outubro.

CALENDÁRIO SUPER SEVEN BY TOYO TIRES 2022

9 e 10 de Setembro — Barcelona*

29 e 30 de Outubro — Monza*

18 a 20 de Novembro — Estoril

*Prova extra-campeonato

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.