Alemão Max Gunther conduziu a BMW à vitória

Alemão do BMW triunfou a primeira corrida de Fórmula E de Nova Iorque, fruto de uma excelente gestão que o levou a liderar o pelotão até à bandeira de xadrez. António Félix da Costa (DS Techeetah) quedou-se pelo 12.º lugar.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Mais rápido no momento do arranque, o neo-zelandês Nick Cassady (Virgin) não desperdiçou o facto de largar da “pole” para assumir o comando da corrida à frente do francês Jean-Eric Vergne (DS) que, na fase inicial, perdeu o contacto com o seu adversário.

Contudo, o facto de gastar mais energia que os seus perseguidores obrigou Nick Cassidy a “levantar o pé”, o que permitiu a aproximação do alemão Max Gunther (BMW) e do brasileiro Lucas Di Grassi (Audi), com os quatro a passarem a rodar colados.

Já na parte final da corrida, Jean-Eric Vergne tentou a ultrapassagem e Nick Cassady, os dois “abriram” demasiado espaço, com Max Ginther a aproveitar e a acelerar para a terceira vitória da sua carreira na disciplina, enquanto Lucas Di Grassi aproveitava para chegar ao pódio, relegando o neo-zelandês para o quarto lugar.

O português António Félix da Costa (DS Techeetah) teve uma corrida difícil e não foi além do 12.º lugar, o que, em termos de campeonato, o fez cair para sexto, mas o mantêm no primeiro grupo de classificação para a corrida de amanhã, onde marcar pontos volta a ser o objectivo.

Apesar de ter sido 14.º na corrida, depois de ter partido do fundo da grelha, o suíço Edoardo Mortara (Venturi) conserva o comando do campeonato, mas agora em igualdade pontual com o holandês Robin Frijns, tendo ambos quatro pontos de vantagem sobre o francês Jean-Eric Vergne, enquanto António Félix da Costa caiu para quinto.

CLASSIFICAÇÕES

Corrida – 1.º Max Gunther (BMW) , 46’24,747”; 2.º, Jean-Eric Vergne (DS), a 2,072”; 3.º, Lucas Di Grassi (Audi), a 2,832”; 4.º, Nick Cassidy (Virgin), a 4,623”; 5.º, Robin Frijns (Virgin), a 5,239”; 6.º, Sébastien Buemi (Nissan), a 6,370”; 7.º, Oliver Rowland (Nissan), a 6,581”; 8.º, Andre Lotterer (Porsche), a 7,826”; 9.º, Sam Bird (Jaguar), a 8,489”; 10.º, René Rast (Audi), a 11,917”; …; 12.º, António Félix da Costa (DS), a 15,289”. Classificaram-se mais seis pilotos.

CAMPEONATOS

Pilotos – 1.º, Edoardo Mortara, 72 pontos; 2.º, Robin Frijns, 72; 3.º, Jean-Eric Vergne, 68; 4.º, René Rast, 61; 5.º, António Félix da Costa, 60; 6.º, Mitch Evans, 60; 7.º, Nyck De Vries, 59; 8.º, Oliver Rowland, 59; 9.º, Lucas di Grassi, 54; 10.º, Stoffel Vandoorne, 54; 11.º, Jake Dennis, 54; 12.º, Maximilian Gunther, 53 ; 13.º, Sam Bird, 52; 14.º, Nick Cassidy, 52 ; 15.º, Pascal Wehrlein, 48; 16.º, Alexander Sims, 36; 17.º, Alex Lynn, 32; 18.º, Nico Muller, 30; 19.º, André Lotterer, 22; 20.º, Sébastien Buemi, 20; 21.º, Oliver Turvey, 13; 22.º, Sérgio Sette Câmara, 12; 23.º, Norman Nato, 11; 24.º, Tom Blomqvist, 5

Equipas – 1.º DS Techeetah, 128 pontos; 2.º, Envision Virgin Racing, 124; 3.º, Audi Sport ABT Schaeffler, 115; 4.º, Mercedes-EQ Formula E Team, 113; 5.º, Jaguar Racing, 112; 6.º, BMW i Andretti Motorsport, 107; 7.º, Rokti Venturi Racing, 83; 8.º, Nissan e-Dams, 79; 9.º, TAG Heuer Porsche Formula E Team, 70; 10.º, Mahindra Racing, 68; 11.º, Dragon/Penske Autosport, 42; 12.º, Nio 333 FE Team, 18.

Próxima prova – New York, dia 11 de Julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *