Albuquerque e Barbosa: triunfo magistral em Long Beach

Um ano depois a história repete-se. A dupla portuguesa venceu esta madrugada o GP de Long Beach de resistência do campeonato americano, com 0,740 milésimos de avanço para o norte-americano Rick Taylor (Acura).

(auto.look2010@gmail.com)

Filipe Albuquerque e João Barbosa

Filipe Albuquerque e João Barbosa (Cadillac) partiram da quarta posição da grelha para esta terceira prova do IMSA Weather Tech Sports Car Championship, disputada no traçado citadino de Long Beach, na Califórnia, com uma duração de 100 minutos. No entanto, a decisão estratégica de parar antes dos adversários, quando faltavam cerca de 40 minutos para o final, para troca de pilotos, revelou-se decisiva.

«Foi um resultado incrível para nós, depois de termos vencido aqui há um ano», destacou o portuense João Barbosa, responsável pelo primeiro turno de condução: «Não tive o melhor arranque e nesta pista é muito difícil ultrapassar», frisou o piloto do Porto.

 

Com a antecipação da paragem, Filipe Albuquerque conseguiu escapar a algum tráfego e ganhar a vantagem suficiente para vencer: «Nas últimas voltas, os pneus de trás estavam gastos e a traseira andava solta por todo o lado», explicou o piloto de Coimbra, que deixou a dupla formada pelo norte-americano Rick Taylor e o brasileiro Hélio Castroneves (Acura) em segundo, a 740 milésimos de segundo.

«A equipa fez um trabalho excepcional com a estratégia e eu dei tudo o que tinha. O carro estava irrepreensível e não hesitei em arriscar. Nas últimas voltas já não tinha pneus traseiros, o carro estava difícil de controlar. O meu adversário, colado a mim, ansiava eu erro, não lhe dei esse prazer e conseguimos a primeira vitória do ano, e que desejada que foi!», referiu Filipe Albuquerque.

O campeonato ganha novo folego para a dupla portuguesa, que ambiciona chegar ao título: «Estávamos muito cientes que precisávamos, com urgência, de recuperar os pontos perdidos das duas primeiras corridas do ano. Subimos uma posição na tabela e estamos mais próximos do primeiro lugar. Mas, os quatro primeiros classificados estão separados por quatro pontos. Não há margem para erro daqui em diante. É manter o foco e, agora que chegámos às vitórias, é continuar», concluiu o piloto conimbricense.

O norte-americano Dane Cameron e o colombiano Juan Pablo Montoya (Acura) fecharam o pódio, a 1,133 segundos da dupla portuguesa. Filipe Albuquerque e João Barbosa estão agora no terceiro lugar do campeonato, com 89 pontos. A próxima prova do IMSA terá lugar em Mid Ohio de 3 a 5 de Maio.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação