Agarrar a oportunidade no “Fafe Montelongo”

As circunstâncias em que vivemos desde Março, que levaram, primeiro, ao adiamento e, depois, ao cancelamento do Azores Rally, prova que devia ter aberto o Campeonato da Europa de Ralis, permitiram ao Demoporto, com o apoio da Câmara Municipal de Fafe, colocar uma prova do Campeonato Norte de Ralis no “Europeu”.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

As duas entidades queriam que fosse o Rali Serras de Fafe e Felgueiras, prova que marcou o arranque do Campeonato de Portugal, a prova europeia, mas as circunstâncias levaram a que, para aproveitarem a oportunidade, tivessem avançado com o Rallye Fafe Montelongo, que decorre em pisos de asfalto e, ao que tudo indica, molhado face à previsão de chuva para o fim-de-semana, o que vai dificultar a tarefa dos pilotos, embora para o ano, caso Fafe renda os Açores no Campeonato da Europa, seja a prova do “Nacional” a integrar o “Europeu”.

Com o campeonato reduzido a seus provas, Fafe fecha a primeira metade não surpreende que seis dos sete primeiros classificados, a excepção é o italiano Giandomenico Basso, estejam presentes, com russo Alexey Lukyanuk (Citroen C3 R5), vencedor da prova de abertura, em Itália, a entrar nas estradas minhotas, com quatro pontos de vantagem sobre o sueco Oliver Solberg (VW Polo GTi R5) que ganhou na Letónia, mas tudo pode mudar em Portugal, com o irlandês Craig Breen (Hyundai i20 R5), em caso de vitória, a poder entrar na corrida pelo título.

Destaque para a estreia do Alpine A110 RGT, pelas mãos do italiano Zelindo Melegari, no regresso de uma marca mítica na história do desporto automóvel e que já venceu em Portugal (Rali TAP de 1971 e 1973, pelas mãos dos franceses Jean-Pierre Nicolas e Jean-Luc Therier, com o primeiro a ser acompanhado pelo seu compatriota Jean Todt, actual presidente da FIA)

Consciente das dificuldades que irá encontrar, se a estrada estiver molhada, Oliver Solberg recorreu aos bombeiros locais, para lhe molharem o asfalto no local onde esteve a testar, com o sueco a ficar satisfeito com o trabalho desenvolvido.

Como o óptimo é inimigo do bom, o facto da prova ter lugar uma semana antes do Rali Vidreiro, que conta para o “Nacional”, a presença portuguesa no “Europeu” é reduzida, o que se lamenta, e limitada aqueles que não estão a discutir o título, como é o caso de Aloísio Monteiro (Skoda Fabia R5), Pedro Almeida (Peugeot 208 Rally4), que esteve perto de vencer entre os RC4 na Letónia e quer desforrar-se do estónio Ken Torn (Ford Fiesta Rally4), Mário Castro (Ford Fiesta R2T), que volta a trocar o banco do lado direito pelo do lado esquerdo, João Barros (Citroen C3 R5), que, a “jogar em casa”, pode entrar na luta pelos primeiros lugares, José Paula (Peugeot 208 T16 R5) e Manuel Pereira (Peugeot 208 R2).

O Campeonato Norte de Ralis, que vai estar na estrada no sábado, reúne 62 equipas, com Lucas Simões (Mitsubishi Lancer IX), vencedor em Fafe e o mais pontuado em Mesão Frio, Gaspar Pinto (Mitsubishi Lancer VIII), Miguel Teixeira (BMW E30) e Fernando Peres (Mitsubishi Lancer IX), que triunfou no Alto Tâmega, a perfilarem-se como os mais sérios candidatos ao triunfo

O Campeonato de Clássicos reúne 16 equipas, com José Cruz (Citroen Saxo Kit-Car), vencedor em Castelo Branco, a defender o comando, que segura com escassa vantagem para Vítor Calisto (Ford Escort Mk I) e Nuno Mateus (Mitusbishi Lancer VI), enquanto Luís Mota (Mitsubishi Lancer VI), que ganhou o Rota da Bairrada, e Nuno Carreira (Subaru Impreza WRX STi), que triunfou no Alto Tâmega, podem em caso de vitória entrar na luta pelo título.

A estrada

O facto da prova contar para vários campeonatos faz com o percurso de estrada tenha várias variantes. Os concorrentes inscritos na versão pontuável para o Campeonato da Europa vão estar na estrada no sábado e no domingo, cumprindo uma tripla passagem por três especiais em cada um dos dias, havendo um Parque de Assistência entre cada uma das passagens.

No sábado, as classificativas a percorrer são Montim (6,92 km – 9h00, 12h30 e 16h00), Anjos (14,13 km – 10h00, 13h30 e 17h00), a prova de classificação mais extensa da prova, e Queimada/Travassós (10,88 km – 10h30, 14h00 e 17h30), enquanto no domingo a acção decorrerá nas especiais de Várzea Cova (6,10 km – 9h30, 12h55 e 16h20), Monte (11,72 km – 10h00, 13h25 e 16h50) e Guilhofrei (10,73 km – 10h35, 14h00 e 17h25)

Por sua vez, os inscritos no Campeonato Portugal Clássicos cumprirão, apenas, as nove especiais de sábado, enquanto os envolvidos no Campeonato Norte de Ralis também só estarão em actividade no sábado, mas só cumprirão a segunda e terceira passagem pelas três especiais do dia.

CLASSIFICAÇÕES

Campeonato da Europa

Pilotos – 1.º, Alexey Lukyanuk, 70 pontos; 2.º, Oliver Solberg, 66; 3.º, Craig Breen, 40; 4.º, Giandomenico Basso, 32; 5.º, Grégoire Munster, 28; 6.º, Emil Lindholm, 27; 7.º, Efren Llarena, 26; 8.º, Eerik Pietarinen, 24; 9.º, Simone Tempestini, 19; 10.º, Mikko Heikkila, 13. Estão clasificados mais 15 pilotos

Navegadores – 1.º, Dmitriy Eremeev, 70 pontos; 2.º, Aaron Johnston, 66; 3.º, Paul Nagle, 40; 4.º, Lorenzo Granai, 32; 5.º, Louis Louka, 28; 6.º, Mikael Korhonen, 27; 7.º, Sara Fernandez, 26; 8.º, Antti Linnaketo, 24; 9.º, Sergiu Itu, 19; 10.º, Henri Arpiainen, 13. Estão clasificados mais 15 pilotos

Equipas – 1.º, Saintéloc Junior Team, 111 pontos; 2.º, Team MRF Tyres, 95; 3.º, Rally Team Spain, 92; 4.º, Estonian Autosport Junior Team, 80; 5.º, Drift Company Rally Team, 57; 6.º, LORAN s.r.l., 32; 7.º, RN Komponents, 31; 8.º, Orlen Team, 30; 8.º, TGS Worldwide OU, 22; 10.º Brose Motorsport, 20. Estão classificadas mais 13 equipas.

Campeonato Norte de Ralis

Pilotos – 1.º, Lucas Simões, 57,67 pontos; 2.º, Fernando Peres, 50,63; 3.º, Gaspar Pinto, 45,63; 4.º, Augusto Costa, 34; 5.º, Miguel Teixeira, 24; 6.º, José Adriano Costa, 24; 7.º, Pedro Miguel Serôdio, 18; 8.º, Pedro Dinis Serôdio, 15; 9.º, João Silva, 15; 10.º, Rui Guedes, 14. Estão clasificados mais 20 pilotos

Navegadores – 1.º, Simplício Gonçalves, 62,30 pontos; 2.º, Bernardo Gusmão, 47,63; 3.º, Susana Silva, 37; 4.º, José Pedro Silva, 30; 5.º, Tiago Ferreira, 29; 6.º, Vítor Pereira, 26; 7.º, Hugo Marques, 22; 8.º, Fernando Sousa, 18; 9.º, Luís Boiça, 14; 10.º, Rui Teixeira, 14. Estão classificados 16 navegadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: