Africa Eco Race no meio do Mediterrâneo

O porto de entrada para os 4.000 quilómetros que vai levar a competição até Dakar será em Tânger, após dois dias de travessia do mediterrâneo em ferry boat. É a partir desta cidade no norte de Marrocos que começa verdadeiramente a maratona africana…

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Monte Carlo foi, uma vez mais, o local de partida do Africa Eco Race, com a caravana a rumar à cidade italiana de Savona, para embarcar rumou a Tanger onde, amanhã, a prova arranca do ponto de vista competitivo, o que significa que, neste momento, a caravana está no meio do Mediterrâneo..

De assinalar que a 12.ª edição da prova criada por René Metge, após a saída do “Dakar” do continente africano, tem vindo a ganhr concorrentes, que, este ano, são 127, sendo 74 motos, 21 automóveis, 18 SSV e 14 camiões.

A exemplo do que tem sucedido em anos anteriores, Portugal volta a estar presente, desta vez nas motos e nos automóveis, uma vez que Elisabete Jacinto, a vencedora dos “pesos pesados” na edição anterior, estará ausente, por não ter conseguido arranjar o apoio suficiente para tentar repetir o feito de 2019.

João Rolo (KTM), nas motos, e Fernando Barreiros/Nuno Barreiros (Isuzu), nos automóveis são os portugueses que integram a caravana com o objectivo de atingirem Dakar, a capital do Senegal, na melhor classificação possível, com Fernando Barreiros a ter, na sua categoria (T2), como adversários o francês Alain Fievet (Bowler) e os russos Alexey Titov (Ford) e Andrey Sushentsov (Toyota) o que permite pensar que um lugar no pódio na categoria é possível.

ETAPA INAUGURAL MARCADA PARA ESTA TERÇA-FEIRA

Para recuperaram de dois dias de viagem, os concorrentes terão de enfrentar, no primeiro dia de competição, um percurso de 754,54 km, entre Tanger e Tarda, mas o Sector Selectivo terá escassos 23,18 km, que servirão para a afinação das máquinas, face ao que está para vir.

O traçado não oferece grandes dificuldades, dada a sua curta extensão, e permitirá definir a ordem de partida para o dia seguinte, com os concorrentes a terem de enfrentar a mais longa ligação da prova, até chegarem a Tarda que dista 489,78 km de Zardal, local onde o Sector Selectivo termina.

Partilhe

0 0 vote
Article Rating
Inscrever
Notificação
guest
0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x