Africa Eco Race já mexe e remexe

Prova começou com portugueses discretos. Nos automóveis, a dupla Fernando e Nuno Barreiros (Isuzu) terminou no 14.º lugar a tirada que ligou Tanger Med a Tarda, com 754,24 quilómetros, 23,18 deles cronometrados. Nas duas rodas, João Rolo (KTM) foi 25.º entre 73 participantes.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Um curto Sector Selectivo (SS) de 23,18 km abriu as hostilidades da edição 2020 do Africa Eco Race, com a caravana a desembarcar em Tanger, cidade do norte de Marrocos, para percorrer 241,28 km até Kenitra, local de início da tirada.

Apesar de curto, o SS provocou diferenças significativas nas motos, com o italiano Alessandro Botturi (Yamaha) a ganhar quase dois minutos ao inglês Lyndon Poskitt (KTM) e mais de quatro ao norueguês Felix Jensen (KTM), numa confirmação do favoritismo que lhe é atribuído e que começa desde já a justificar face ao domínio exercido.

Na etapa de arranque, o português João Rolo (KTM) foi 25.º entre os 73 pilotos que alinharam à partida. Uma prestação modesta do experiente piloto de Anadia, que se encontra a 12m51s de Alessandro Botturi.

Nos automóveis, o equilíbrio foi maior, com os SSV a dominarem e colocarem-se nas quatro primeiras posições, com o holandês Sander Derikx (Can-Am), apesar de correr a “solo”, a ser o mais rápido batendo por escassos 16” o francês Benoit Fretin (Can-Am).

Fernando Barreiros (Isuzu) registou o 14.º tempo, na classificação conjunta de automóveis e camiões, e foi segundo entre os T2, a 2m57s do russo Alexey Titov (Ford), que foi o mais rápido da categoria.

Entre os “pesos pesados” foi o húngaro Miklos Kovacs (Scania), 11.º na classificação conjunta a registar o melhor tempo no arranque da prova.

CLASSIFICAÇÕES

MOTOS – 1.º, Alessandro Botturi (Yamaha), 20’33”; 2.º, Lyndon Poskitt (KTM), a 1’57”; 3.º, Felix Jensen (KTM), a 4’07”; 4.º, Joseph Evans (KTM), a 5’37”; 5.º, Konrad Daborwski (KTM), a 5’44”; …; 25.º, João Rolo (KTM), a 12’51”

AUTOMÓVEIS – 1.º, Sander Derikx (Can-Am), 24’16”; 2.º, Benoit Fretin/Cédric Duplé (Can-Am), a 16”; 3.º, Ruud Vollebregt/Frederik Meijer (Can-Am), a 1’42”; 4.º, Alexandre Debanne/Patrick Lardeau (Can-Am), a 1’59”; 5.º, Alex Cole/Emma Osman (Bowler), a 2’15”; …; 14.º, Fernando Barreiros/Nuno Barreiros (Isuzu), a 6’57”.

ETAPA DE AMANHÃ (QUARTA-FEIRA)

A etapa de amanhã é quase toda percorrida em SS, uma vez que a partida é dada no acampamento, em Tarda, e o final, 329,47 km depois, em Mhamid, fica a escassos 3,66 km do novo acampamento

O traçado começa com 100 km inéditos, com “oueds” e pistas pedregosas, com os derradeiros 200 km a serem iguais aos percorridos o ano passado, com pistas rápidas, mas com “armadilhas” na navegação, por falta de referências, para terminar com 10 km de dunas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: