Afonso Gomes em Calatayud para apurar MX2

Piloto Team Yamaha/Alves Bandeira viajou até à província espanhola de Saragoça, comunidade autónoma de Aragão, para aperfeiçoar as suas qualidade a fim de serem aplicadas no campeonato interno de motocross, com o primeiro compromisso agendado para Alqueidão da Serra.

(auto.look2010@gmail.com)

O conimbricense Afonso Gomes deslocou-se este fim-de-semana ao município espanhol de Calatayud para integrar o fortíssimo pelotão da classe MX2 do Campeonato Nacional de Espanha em Calatayud. Num universo de 62 pilotos inscritos em que somente 40 têm permissão para alinhar fruto dos resultados de qualificação, o jovem piloto de 14 anos, não se intimidou com a presença de adversários já com estatuto e palmarés nos principais campeonatos europeus e mundiais, apresentando-se para esgrimir argumentos com a sua Yamaha YZ250 a 2T.

Depois de, na sessão de treinos de sábado, ter sido apurado com o 31.° melhor tempo e que definiu o alinhamento para as mangas de domingo, o piloto SpeedCity não evitou um mau arranque na manga de abertura e classificou-se no 28.º lugar. Estava dado o mote para mais uma espiral experiência tendo em vista o Campeonato Nacional de Motocross, adquirindo o endurance desejável.

Afonso Gomes encarou a segunda manga com a agilidade que lhe é reconhecida, alinhando as suas pretensões na grelha de partida para mais uma dose de traquejo. Apesar de uma queda no arranque, o piloto Team Yamaha/Alves Bandeira conseguiu subir na classificação até à 29.ª posição.

Paulatinamente, o jovem conimbricense foi disputando lugares até que, a 5 minutos do final, não evitou uma violenta queda que o fez perder bastante tempo e acabar a manga bastante combalido. Apesar da impetuosidade do trambolhão e das consequentes mazelas, Afonso Gomes levantou-se e prosseguiu por respeito aos parceiros.

De regresso a Coimbra, o piloto, que efectuou a viagem desde Calatayud, na província de Saragoça, comunidade autónoma de Aragão, com muitas dores, mas também bastante arreliado por não ter evitado a queda, está se encontra num processo de recuperação das mazelas, a fim de responder cabalmente à ronda inaugural do Campeonato Nacional de Motocross no próximo fim-de-semana, em Alqueidão da Serra.

«Naturalmente que estou aborrecido com o desfecho da corrida em Calatayud, mas o mais importante agora é recompor-me rapidamente para iniciar o campeonato nacional na forma desejada. Estas incursões a Espanha tiveram um efeito extraordinariamente positivo, pelo que tenho de agradecer aos meus parceiros por depositarem em mim todo o seu crédito», referiu o piloto Team Yamaha/Alves Bandeira.

Afonso Gomes expressou «um agradecimento à BRC e ABLubs por manterem a minha Yamaha YZ250 a 2T impecável para uma pista muito difícil e exigente para a mecânica», deixando ainda palavras elogiosas e de apreço «ao meu assistente José Pimenta por todo o apoio durante o fim-de-semana».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *