Adruzilo Lopes vence Constálica Rallye Vouzela e Viseu

A nona edição do Constálica Rallye Vouzela a Viseu terminou com um estrondoso sucesso organizativo a confirmar a “aposta” da parceria entre os Municípios, de Vouzela e, em estreia nesta edição, o de Viseu. A estrutura organizativa recebeu dos participantes os maiores elogios, comprometendo-se que a 10.ª edição ainda seja melhor.

(auto.look2010@gmail.com)

Adruzilo Lopes e Paulo Leone no lugar mais alto do pódio

O Campeonato Promo Centro reuniu um elevado número de participantes. De um universo de 35 equipas que alinharam à partida, apena cinco não cegaram ao fim, o que traduz na perfeição da qualidade das especiais que “alimentaram” o Constálica Rallye Vouzela e Viseu. Mas a qualidade dos troços também se mede pela competitividade que os participantes proporcionam e que eleva o Promo no contexto desportivo.

Adruzilo Lopes e Paulo Leone conduziram o Mitsubishi Lancer Evo X ao triunfo na prova da Promo, depois de várias trocas de liderança e dos lugares do pódio, com os seus adversários mais diretos, André Cabeças e Ilberino Santos, a terminarem na segunda posição com o Mitsubishi Mirage Evo, a somente 1,6 segundos de diferença para os vencedores.

André Cabeças e Ilberino Santos foram segundos na Promo

Fernando Teotónio, navegado por Luís Morgadinho, voltou a sentar-se ao volante do Mitsubishi Evo X com o intuito de dilatar a diferença em termos de campeonato. O piloto do Fundão ainda rodou na segunda posição no primeiro dia, mas no segundo caiu um lugar e encerrou a participação na região de Vouzela e Viseu no terceiro posto, a 42,1 segundos.

Nas contas do Campeonato Promo Centro, Adruzilo Lopes saiu da região dos vinhos do Dão e de Lafões com uma excelente colheita, somando agora 74 pontos, pese embora Fernando Teotónio mantenha a liderança.

Refira-se que o Constálica Rallye Vouzela e Viseu fica assinalado por mais duas especiais excecionais, as de Viseu, as quais juntam-se à qualidade das já tradicionais de Vouzela. A lista de inscritos de equipas oriundas de todas as partes do país contribuíram para o sucesso da prova, proporcionado constantes trocas de posições, principalmente na classificação geral ao longo das nove classificativas disputadas.

Luís Mota e Alexandre Ramos vencem “Clássicos”

LUÍS MOTA LOGROU

O TRIUNFO NOS CLÁSSICOS DE RALIS

Um dos campeonatos onde não faltou a discussão ao segundo pelos melhores lugares e, em particular, pela liderança, cabendo a Luís Mota e Alexandre Ramos conquistar o 1.º lugar aos comandos do Mitsubishi Lancer Evo VI.

O piloto de Vagos, Nuno Mateus, e o navegador albicastrense Roberto Santos (Mitsubishi Lancer Evo VI), foram enormes protagonistas nesta luta titânica pelo lugar mais alto do pódio, terminando na 2.ª posição a 4,1 segundos de diferença para os vencedores.

Nuno Mateus e Roberto Santos foram segundos nos “Clássicos”

Por sua vez, Daniel Ferreira e Rodrigo Pinheiro, que chegaram a liderar a prova e foram também protagonistas da competitividade do Campeonato Portugal Clássicos de Ralis, viram a sua brilhante participação na prova do Gondomar Automóvel Sport esfumar-se quando, a duas classificativas do final e na terceira posição, foram obrigados a abandonar por avaria no Mitsubishi.

Quem aproveitou o azar de Daniel Ferreira foi o piloto de Torres Vedras, Cipriano Antunes que, navegado por Nuno Batalha, conduziu o Audi Quattro ao degrau mais baixo do pódio. Uma posição que acaba por premiar uma dupla que nunca deixou de exibir os seus créditos.

Na classificação do Campeonato Portugal Clássicos de Ralis, o piloto do Cartaxo, Luís Mota, que partiu para esta prova empatado com Nuno Mateus, com 70 pontos, soma agora 95 contra os 90 do seu mais direto opositor.

Vítor Pascoal e Alexandre Rodrigues vencem nos GT´s

VÍTOR PASCOAL MAS VELOZ NO “PORTUGAL GT”

Vítor Pascoal, Alexandre Rodrigues e o Porsche 911 GT3 CUP venceram nos GT´s e convenceram o público a apreciarem o espetáculo, assim como os restantes três carros alemães proporcionaram.

A dupla espanhola formada por Jorge Perez Alonso e Hermínio Gonzalez deu, inicialmente, alguma luta, mas problemas mecânicos no Porsche e uma penalização de um minuto limitou-a a contentarem-se com a 2.ª posição, à frente dos terceiros classificados, os leirienses Paulo Carvalheiro e Dércio Carvalheiro.

 

Gonçalo Henriques e António Santos lograram a vitória da FPAK Júnior Team

GONÇALO HENRIQUES

IMPERIAL NO FPAK JÚNIOR TEAM

O “futuro” dos ralis pode estar nesta iniciativa da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) com o Júnior Team em parceria com a KIA. A caravana presente no Constálica Rallye Vouzela e Viseu teve direito ao direto da RTP1 do programa “Aqui Portugal” na Feira de São Mateus a estas jovens promessas, dando-lhes palco e projeção em horário nobre. Recorde-se que a RTP já tinha estado em direto desde o “shakedown” na sexta-feira.

Aos comandos de um KIA Picanto, a dupla de Vila Nova de Poiares, formada por Gonçalo Henriques e António Santos, conquistaram brilhantemente o lugar mais desejado, dando sequência ao domínio exercido desde a especial inaugural.

Tratou-se de uma prestação notável do jovem piloto poiarense que, mais uma vez, mostrou todas as suas qualidades numa viatura de competição, deixando um rasto de competência e brilhantismo na prova do Gondomar Automóvel Sport, promovida pela Promolafões. Na segunda posição terminou Rafael Cunha e Gonçalo Cunha, a 12,3 segundos de distância. No que diz respeito à classificação do Troféu Kia, Gonçalo Henriques soma agora 90 pontos.

BERNARDO SOUSA CONQUISTOU

OS “LOUROS” NA PROVA EXTRA

Bernardo Sousa e Inês Veiga vencem a “Prova Extra” da 9ª edição do Constálica Rallye Vouzela e Viseu no Citroen C3 R5 (Rallye2) da Sports & You. O ex-campeão e que conta já com uma carreira internacional revestida de bons resultados marcou presença na prova, para desde logo melhor se preparar para os próximos ralis do Campeonato Portugal de Ralis e a próxima época em 2023.

Inegavelmente, a imagem mediática do piloto madeirense, fruto da vitória no Big Brother dos Famosos, ajudou a atrair mais atenções para os ralis em Portugal com novos públicos a acompanhar as provas. Desportivamente, Bernardo Sousa tripulou de forma ímpar o seu Citroën C3 R5, proporcionando mesmo algum espetáculo adicional, nomeadamente na tradicional super-especial noturna de Vouzela, em que foi o mais rápido perante milhares de espetadores presentes.

Hugo Lopes e Tiago Neves assinaram um excelente 2.º lugar

O piloto de Viseu, Hugo Lopes, navegado pelo goiense Tiago Neves, conduziu o Renault Clio Rally 4 a um honroso 2.º lugar, a 47,4 segidos do vencedor, enquanto na 3.ª posição terminou o também piloto local, David Brites, navegado por Numa Cunha, em Peugeot 208 Rally 4, que ascendeu mesmo ao cair do pano ao último lugar do pódio, por troca com José Loureiro e Nuno Alves (Peugeot 208 Rally 4), quintos, atrás de Ernesto Cunha e Rui Raimundo, em viatura idêntica.

Da cerimónia de partida na Sé Catedral de Viseu, passando pelas classificativas de sábado em Vouzela, com destaque para a “super-especial” noturna no coração da vila de Lafões, às novas especiais de Viseu e à apoteótica cerimónia e pódio final na Feira de São Mateus, a organização orgulha-se de poder afirmar que todos já pensam na 10.ª edição do Constálica Rallye Vouzela e Viseu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.