Acidentados autorizados a alinhar na Andaluzia

Os espanhóis Marc Marquez e Alex Rins e o inglês Cal Cruthlow integraram hoje de manhã a sessão inaugural de treinos livres para o Gran Premio Red Bull Andalucia de MotoGP, a ter lugar este fim-de-semana.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Surpresa no Circuito Angel Nieto, em Jerez de la Frontera, quando a equipa médica autorizou os espanhóis Marc Marquez e Alex Rins e o inglês Cal Cruthlow a alinhar no Gran Premio Red Bull Andalucia, depois das quedas sofridas no passado fim-de-semana e que levaram o primeiro a ser operado, na terça-feira, a uma fractura do úmero direito, o segundo à clavícula direita e o terceiro ao escafóide da mão esquerda.

Como consequência, era grande a expectativa para o início do primeiro treino livre de MotoGP e havia a curiosidade de ver até que ponto as lesões sofridas condicionavam o seu desempenho.

Sem surpresa Alex Rins e Cal Crutchlow foram os mais lentos em pista, ao passo de Marc Marquez não registou qualquer tempo, o que deixa em aberto a possibilidade do campeão do mundo acabar por renunciar a participar na prova. Veremos o que sucede na sessão da tarde.

Em pista o espanhol Maverick Viñales (Yamaha), segundo na semana passada, foi o mais rápido, à frente do italiano Valentino Rossi (Yamaha), seu colega de equipa, com os 16 primeiros a caberem num segundo.

A sessão foi dominada pela Yamaha, que viu o italiano Fábio Morbidelle (Yamaha) registar a quarta marca, e pela KTM, que colocou três das quatro motas nas seis primeiras posições, numa confirmação da evolução que os pilotos da marca austríaca tinham anunciado.

O sul-africano Brad Binder (KTM) intrometeu-se entre as Yamaha, com o terceiro tempo, com o espanhol Pol Espargaro (KTM) e o português Miguel Oliveira (KTM), que ficaram separados por 0,050”, a sucederem a Franco Morbidelli.

Bom começo de fim-de-semana de Miguel Oliveira a integrar de forma clara o lote dos mais rápidos. Na fase inicial da sessão, o piloto de Almada da Red Bull KTM Tech3 deu logo a entender que pretendia entrar no lote dos primeiros 10 melhores registos, fruto de um ritmo vivo, chegando mesmo a ocupar a terceira posição numa fase em que três KTM seguiam nas três primeiras posições.

Miguel Oliveira acabou por terminar a primeira sessão de treinos livres num positivo sexto lugar, a somente 0,429 segundos do líder, Maverick Viñales (Monster Energy Yamaha).

Em Moto2, o italiano Marco Bezzecchi (Kalex) foi o mais rápido superiorizando-se ao japonês Tetsuta Nagashima (Kalex), que comanda o campeonato, com o espanhol Jorge Navarro (Speed Up) a fechar o lote dos três mais rápidos.

Em Moto3, superioridade do espanhol Raul Fernandez (KTM), único a chegar ao segundo “45”, impondo-se ao japonês Tatsuki Suzuki (Honda) e ao checo Filip Salac (Honda), enquanto o seu compatriota Alberto Arenas (KTM), vencedor das duas corridas efectuadas e comandante destacado do campeonato, não foi além do 18.º tempo, por ter ficado retido na “box”, grande parte da sessão, por problemas mecânicos.

MELHORES TEMPOS

MotoGP – Maverick Viñales (Yamaha) 1’37,063”; Valentino Rossi (Yamaha), 1’37,205”; Brad Binder (KTM), 1’37,370”; Franco Morbielli (Yamaha), 1’37,416”; Pol Espargaro (KTM), 1’37,442”; Miguel Oliveira (KTM), 1’37,492”; Jack Miller (Ducati), 1’37,566”; Takaaki Nakagami (Honda), 1’37,592”; Aleix Espargaro (Aprilia), 1’37,735”; Andrea Dovizioso (Ducati), 1’37,739. Treinaram mais 11 pilotos

Moto2 – Marco Bezzecchi (Kalex), 1’41,525”; Tetsuta Nagashima (Kalex), 1’41,553”; Jorge Navarro (Speed Up), 1’41,590”; Lorenzo Baldassarri (Kalex), 1’41,678”; Nicolo Bulega (Kalex), 1’41,735”; Sam Lowes (Kalex), 1’41,750”; Luca Marini (Kalex), 1’41,755”; Jorge Martin (Kalex), 1’41,757”; Stefano Manzi (MV Agusta), 1’41,761”; Aron Canet (Speed Up), 1’41,890”. Treinaram mais 20 pilotos

Moto3 – Raul Fernandez (KTM), 1’45,896”; Tatsuki Suzuki (Honda), 1’46,112”; Filip Salac (Honda), 1’46,205”; Gabriel Rodrigo (Honda), 1’46,237”; Andrea Migno (KTM), 1’46,289”; Carlos Tatay (KTM), 1’46,292”; Jeremy Alcobia (Honda), 1’46,333”; Tony Arbolino (Honda), 1’46,360”; John McPhee (Honda), 1’46,387”;Stefano Neta (KTM), 1’46,546”. Treinaram mais 21 pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *