360 pilotos disputaram prova mundial de karting

Finais da Rotax Max Challenge de karting decorreram pelo quarto ano no Algarve.

As finais Rotax Max Challenge de karting, que decorreram pelo quarto ano consecutivo no Kartódromo Internacional do Algarve, em Portimão, foram disputadas por 360 pilotos de 60 países. João Oliveira, com um 13º lugar na classe 125 Micro Max, foi o melhor dos portugueses na prova internacional. Na prova disputada pelos melhores pilotos do karting mundial, Portugal esteve representado por sete pilotos em quatro categorias: Micro Max (dos 8 aos 11 anos), Max, Max DD2 (ambas para mais de 15 anos) e Max DD2 Masters (mais de 32 anos). O jovem piloto português João Oliveira precisou de mais 10,570 segundos para terminar a corrida Micro Max, ganha pelo francês Louis Iglesias, que cumpriu as dez voltas ao circuito algarvio em 11.29,341 minutos. Na classe Max, Gonçalo Coutinho classificou-se no 33º posto, a 18,760 segundos do vencedor da corrida, o belga Brett Ward. Em Max DD2, categoria com três presenças portuguesas, Mariano Pires fez a melhor classificação de entre os pilotos lusos, conquistando o 16º lugar. Bruno Borlido foi 26º, à frente de Pedro Pinto, que alcançou o 34º lugar. Na categoria Max DD2 Masters, Vítor Mendes, o único português em prova, não foi além do 26º lugar, numa corrida ganha pelo australiano Troy Woolston. Na final Mini Max, sem a presença de qualquer português, a vitória conquistada pelo francês Marcus Amand, com o tempo de 12.57,591 minutos, enquanto a vitória na final de Junior Max ficou entregue ao holandês Tijmen Helm, que gastou 17.18,056 minutos para concluir as 17 voltas da corrida.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação