Elisabete Jacinto coroada na Africa Eco Race

A piloto, José Marques e Marco Cochinho, bem como toda a equipa Bio-Ritmo, subiram ao pódio dos camiões da Africa Eco Race 2019 para receber o prémio de primeiro lugar na categoria.

(auto.look2010@gmail.com) – Fotos: JORGE CUNHA /AIFA

Hoje foi um dia histórico para o desporto motorizado nacional e internacional, já que é a primeira vez que uma mulher vence uma longa maratona de todo-o-terreno ao volante de um camião. A alemã Jutta Kleinshmidt foi pioneira entre os automóveis, ao vencer em 2001 o Paris Dakar aos comandos de um Mitsubishi. Agora Elisabete Jacinto torna-se percursora nos camiões.

O trio português acrescentou ao seu currículo o 6.º pódio alcançado nesta grande competição, em 10 participações. Elisabete Jacinto alimentava há já vários anos o objectivo de vencer a Africa Eco Race já que na sua carreira já tinha triunfos em importantes corridas internacionais como o Rali de Marrocos ou o Rali da Tunísia. Em 2000, quando ainda competia de moto, venceu também a Taça das Senhoras no Rali Dakar Cairo, feito que repetiria em 2001.

Elisabete Jacinto, José Marques e Marco Cochinho cumpriram de forma exemplar todo este rali ao manterem um andamento sólido e consistente que lhes permitiu figurar desde o início da prova nos lugares da frente. Na entrada na Mauritânia, onde se esperavam as maiores dificuldades, os portugueses figuravam no primeiro lugar e ali continuaram até ao final da corrida. Nesta edição da Africa Race a equipa Bio-Ritmo alcança também o seu melhor resultado de sempre na classificação conjunta com os automóveis ao conquistar o quinto lugar da geral.

Na etapa de hoje, os portugueses foram o 4.º camião mais rápido a cumprir os 22 quilómetros cronometrados da mítica especial disputada nas margens do Lago Rosa em Dakar.

«Quando foi dada a partida para os camiões fizemos um bom arranque e andámos bem. Mas, o Ginaf depressa nos apanhou e acabámos em 4.º da categoria. No entanto, como sempre foi uma especial gira, muito alegre e com toda a gente a festejar o facto de ter chegado ao fim. Tivemos imensos portugueses aqui à chegada que nos fizeram uma festa imensa com direito a champanhe e tudo. Estamos muito felizes com o que fizemos nesta prova. Recebemos um troféu enorme e pesado e não cabemos em nós com tanto orgulho. Foram 16 anos de trabalho para chegarmos a este dia. Tudo isto é fruto de muito trabalho, empenho e dedicação e por isso a vitória sabe ainda melhor», contou Elisabete Jacinto no final desta grande aventura.

Terminou, assim, a 11ª edição da Africa Eco Race com a fantástica etapa de consagração a ser disputada em torno do Lago Rosa em Dakar. Na categoria dos automóveis, a 11.ª edição do Africa Eco Race corou Jean Pierre Strugo com o primeiro lugar da classificação geral e nas motas Alessandro Botturi foi o grande vencedor.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação